Cuiabá - MT | Quarta-Feira, 28 de Julho de 2021

Michael e Vitinho evitam sufoco, Flamengo goleia Defensa e avança na Libertadores

Michael e Vitinho evitam sufoco, Flamengo goleia Defensa e avança na Libertadores

Vitinho comemora em Flamengo x Defensa y Justicia (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Um Flamengo redentor e classificado cumpriu seu papel na noite de quarta-feira, no Mané Garrincha, em Brasília. Em jogo com presença de público, o time de Renato Gaúcho fez 4 a 1 sobre o Defensa y Justicia e avançou às quartas de final da Libertadores. Criticados em muitos momentos, Vitinho e Michael determinantes para o final feliz em roteiro com capítulos dramáticos após falha de Diego Alves em gol de Loaiza. Rodrigo Caio, Arrascaeta e Vitinho, duas vezes, resolveram o problema.

Próximo rival

O Flamengo observa o duelo entre Inter e Olimpia, quinta-feira, no Beira-Rio, para conhecer o próximo adversário. A partida de ida, em Assução, no Paraguai, terminou empatada sem gols. Caso o Colorado avance, será repetido o duelo de quartas de final de 2019, quando o Rubro-Negro foi campeão. As partidas da próxima fase vão acontecer entre o dia 11 e 20 de agosto.

Primeiro tempo

O início do jogo em Brasília indicava um cenário tão fácil para o Flamengo que o próprio time acreditou e foi para o intervalo preocupado por ter colocado a classificação em risco. O time de Renato Gaúcho amassou o Defensa y Justifica por quase todos os 45 minutos e o 1 a 0, gol de Rodrigo Caio, de cabeça, ficou barato. Até que já na reta final a displicência da dupla de Diego deu calafrios ao torcedor presente ao Mané Garrincha. Diego Ribas recuou na fogueira e Diego Alves chutou em cima de Loaiza em lance que resultou no 1 a 1.

Diego em Flamengo x Defensa y Justicia, pela Libertadores

Diego em Flamengo x Defensa y Justicia, pela Libertadores (Foto: Mateus Bonomi/AGIF)

Segundo tempo

Flamengo x Defensa Y Justicia Libertadores

Flamengo x Defensa Y Justicia Libertadores (Foto: Mateus Bonomi/AGIF)

Na volta do vestiário, o Defensa y Justicia deu mostras de que não seria uma equipe tão acuada como na etapa inicial. Com a vitória como único resultado suficiente, os argentinos avançaram a marcação e chegaram a tirar o equilíbrio do Flamengo com a bola nos pés. Até que Renato usou o banco para resolver o problema e garantir a classificação. Michael entrou na vaga de Ribeiro e pouco depois acertou chutaço que explodiu no travessão antes de Arrascaeta escorar de cabeça: 2 a 1. A mexida seguinte do treinador foi colocar Vitinho na vaga de Bruno Henrique, e no primeiro lance o camisa 11 chutou de fora da área para fazer 3 a 1. Passaporte nas quartas garantido, e o próprio Vitinho ainda aproveitou arrancada de Michael para decretar o placar final: 4 a 1 Flamengo.

Reencontro com o torcedor

A partida desta quarta-feira marcou o reencontro do Flamengo com seu torcedor após quase 500 dias. A última partida tinha acontecido no dia 11 de março de 2020, contra o Barcelona de Guayaquil, pela mesma Libertadores, no Maracanã. O público no Mané Garrincha não foi dos maiores, mas não passou despercebido e cantou bastante. Nomes como Michael e Vitinho fora os mais aclamados e mesmo Everton Ribeiro, que não jogou bem, deixou o campo muito aplaudido por rubro-negros que estavam com saudade da equipe.

Torcida no Mané Garrincha: Flamengo x Defensa y Justicia, pela Libertadores

Torcida no Mané Garrincha: Flamengo x Defensa y Justicia, pela Libertadores (Foto: Mateus Bonomi/AGIF)

Início perfeito

Renato Gaúcho deixa Brasília como o grande nome da classificação rubro-negra. O treinador foi determinante com substituições que deu certo e parece ter recuperado a confiança de jogadores muito criticados, como Gustavo Henrique, Michael e Vitinho. Em três partidas no comando da equipe, são três vitórias, dez gols marcados e somente um sofrido. Grande início!

Renato Gaúcho conversa com Gabigol em Flamengo x Defensa y Justicia, pela Libertadores

Renato Gaúcho conversa com Gabigol em Flamengo x Defensa y Justicia, pela Libertadores (Foto: Mateus Bonomi/AGIF) (Globo Esporte)