Cuiabá - MT | Domingo, 13 de Junho de 2021

Grêmio passeia sobre Aragua e aplica maior goleada em competições sul-americanas

Grêmio passeia sobre Aragua e aplica maior goleada em competições sul-americanas

Bastaram 27 minutos para que o Grêmio mostrasse o abismo de qualidade frente ao Aragua, da Venezuela. O Tricolor fez 6 a 0 no primeiro tempo e encerrou a partida da noite desta quinta-feira, na Arena, pela terceira rodada do Grupo H da Sul-Americana, com 8 a 0 no placar. É a maior goleada da equipe gaúcha em competições organizadas pela Conmebol e também do novo estádio.

Como fica

O Grêmio mantém os 100% de aproveitamento na Sul-Americana, segue isolado na liderança do Grupo H com nove pontos e saldo positivo de 10 gols. O Aragua amarga a lanterna, ainda zerado, e saldo negativo de oito gols.

Próximos jogos

Na quinta-feira que vem, o Grêmio faz o último jogo na Arena pela fase de grupos da Sul-Americana. Recebe o Lanús às 19h15. O Aragua enfrenta o La Equidad na Venezuela no mesmo dia e horário. No domingo, às 16h, o Tricolor enfrenta o Caxias em Porto Alegre para decidir vaga na final do Gauchão.

Primeiro tempo

Foi até constrangedor, mas o Grêmio usou toda superioridade para patrolar o Aragua a partir dos dois minutos, quando Luiz Fernando aproveitou erro de passe da defesa e abriu o placar. O mesmo Luiz Fernando faria o segundo aos 17, em chute forte na pequena área. Aos 20, Diego Souza converteu pênalti sofrido por Luiz Fernando. No minuto seguinte, Ferreira deixou o dele. E faria outro aos 23, após tabelar com Luiz Fernando. Aos 27, Hernández fez o favor de mandar contra o patrimônio um cruzamento da direita e fechar o primeiro tempo em 6 a 0.

Segundo tempo

O Aragua conseguiu balançar a rede do Grêmio logo aos seis minutos, após cruzamento da esquerda. Mas Garcia estava impedido. Então, Tiago Nunes começou a dar oportunidades. Entraram Churín, Paulo Miranda, Guilherme Azevedo, Pedro Lucas e Ricardinho. Aos 18, em novo pênalti, Maicon fez o dele, o sétimo tricolor. Aos 31, Churín marcou de cabeça. Aí a fábrica gremista decidiu encerrar a produção da noite.

Um passeio em 27 minutos

A diferença de nível de futebol ficou evidente em um atropelo com menos de meia hora de jogo. Aos dois minutos, Luiz Fernando abriu o placar já em um erro simples da defesa. Na sequência, Luiz Fernando de novo, Diego Souza, Ferreira (duas vezes) e até um gol contra apontaram 6 a 0 em 27 minutos. Maicon e Churín completaram o placar no segundo tempo.

Recordes de goleadas

O 8 a 0 sobre o Aragua é a maior goleada do Grêmio em competições sul-americanas. Supera os 6 a 1 sobre o Ayacucho, neste mesmo 2021, pela segunda fase da Libertadores, e também diante do Universidad de Los Andes, em 1984, pela fase de grupos. O placar desta noite ainda se tornou o mais elástico da história da Arena, superando os 6 a 0 pelo Gauchão e Recopa Gaúcha sobre o Avenida, em 2019.

A cara da goleada

Luiz Fernando comemora na Arena

Luiz Fernando comemora na Arena (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Ausente de muitos jogos do Grêmio desde o fim da temporada passada, Luiz Fernando ganhou a primeira chance como titular sob o comando de Tiago Nunes e a aproveitou. Fez os dois primeiros gols da partida, sofreu um dos pênaltis, deu assistência para Ferreira e ainda cruzou no gol contra do Aragua. Quer mais?! (Globo Esporte)