Cuiabá - MT | Sexta-Feira, 07 de Maio de 2021

Hulk brilha de novo, Atlético-MG goleia Cerro e se isola na ponta na Libertadores

Hulk brilha de novo, Atlético-MG goleia Cerro e se isola na ponta na Libertadores

Hulk e jogadores do Atlético-MG contra o Cerro Porteño (Foto: Conmebol/Divulgação)

Deu Galo! Jogando no Mineirão, o Atlético-MG não tomou conhecimento do Cerro Porteño e aplicou 4 a 0, com ótima atuação coletiva e gols de Hulk (duas vezes), Savarino e Eduardo Vargas. O jogo foi válido pela terceira rodada do Grupo H. Antes de a bola rolar, os dois times estavam empatados em pontos.

Primeiro tempo

O jogo começou com o Atlético tomando as ações. Logo na primeira finalização, aos oito minutos, Hulk abriu o placar, após dois erros consecutivos de Villasanti na saída de bola. O segundo gol quase saiu aos 13, com boa arrancada de Hulk pela esquerda. O atacante tentou encontrar Keno, mas a zaga afastou no momento exato. No lance seguinte, Aquino respondeu pelo Cerro, assustando em chute de fora. Nacho também arriscou bem de fora da área, mas parou em boa defesa de Jean. Aos 31, Rabello deu linda enfiada para Guga, que também ficou no goleiro do time paraguaio. O Cerro ganhou campo na reta final, mas sem assustar Éverson. Na última volta do relógio, Tchê Tchê lançou bem para Savarino, que tocou para Hulk escorar com a testa para as redes: 2 a 0 e apito final.

Savarino deu assistência para Hulk no segundo gol

Savarino deu assistência para Hulk no segundo gol (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)

Segundo tempo

Logo no primeiro lance, duas chances claríssimas do Galo. Savarino deu belo voleio, parando em Jean. No rebote, Tchê Tchê finalizou forte, mas acertou o travessão. Aos nove, o atacante venezuelano teve mais uma finalização defendida pelo goleiro brasileiro. Até pela desvantagem, o Cerro ganhou campo, finalizando perigosamente com Morales. Aos 26, Nacho roubou a bola na saída, tocou para Tchê Tchê, que colocou Savarino na cara de Jean. Desta vez, sem perdão: 3 a 0. O próprio venezuelano por pouco não ampliou no lance seguinte, após enfiada de Hulk. Aos 44, Vargas errou finalização, mas aos 46 não falhou, completando cruzamento de Arana para o gol.

Quem para o homem?

Depois de um início de instabilidade e até de polêmica com Cuca, Hulk começa a deslanchar. Ele foi decisivo para as duas vitórias do Galo na Libertadores, com dois gols contra América de Cali e dois contra o Cerro. Artilheiro do time na temporada, com seis gols, o atacante briga pela artilheira da Libertadores, com quatro, um a menos que Barrera, do Atlético Nacional.

Hulk marcou dois contra o Cerro Porteño

Hulk marcou dois contra o Cerro Porteño (Foto: Agência i7/Mineirão)

Classificação

Com o resultado, o Atlético assumiu a liderança do Grupo H, com sete pontos em três rodadas. O Cerro se mantém com quatro, na vice-liderança, mas pode ser ultrapassado pelo La Guaira, que tem dois e enfrenta o América de Cali, em casa, na quinta-feira.

Agenda da Liberta

Os dois times abrem o returno do grupo H na semana que vem. Na quarta-feira, às 21h (de Brasília), o Cerro Porteño visita o La Guaira na Venezuela. Na quinta, é a vez de o Atlético-MG jogar fora de casa. O compromisso será às 21h, na Colômbia, contra o América de Cali.

Mudança de foco

No final de semana, Galo e Cerro mudam o foco. Às 16h30 (de Brasília), no Mineirão, o Atlético recebe o Tombense na volta da semifinal do Mineiro. A vaga na decisão está praticamente confirmada, com a vitória por 3 a 0 na ida. O Ciclon, por sua vez, tem duelo com o Nacional-PAR, pelo Apertura. Por conta da Libertadores, os dois devem atuar com equipe reserva ou mesclada. (Globo Esporte)