Expediente | Quem Somos         
   Domingo, 29 de Novembro de 2020   

CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 21/11/2020  22:14:00


Goiás faz golaço no fim e bate o Palmeiras, devastado por desfalques



goias.jpg

O Palmeiras foi para o jogo com 21 desfalques, perdeu seu goleador, Luiz Adriano, lesionado ainda no primeiro tempo e também viu Mayke ser expulso antes do intervalo. Não bastasse tamanha dificuldade, foi punido com um gol (um golaço) aos 47 minutos do segundo tempo, marcado por Miguel Figueira, e perdeu por 1 a 0 para o Goiás na noite deste sábado, em Goiânia. O Esmeraldino, lanterna do Brasileirão, não vencia havia 11 partidas. Foi o primeiro jogo do time goiano depois da demissão do técnico Enderson Moreira.

Melhores momentos: Goiás 1 x 0 Palmeiras, pela 22ª rodada do Brasileirão

Na tabela

Com a derrota, o Palmeiras se manteve com 34 pontos e perdeu a chance de entrar no G-4 do Brasileirão. Foi dormir em quinto e pode perder mais duas posições neste domingo. O Goiás, apesar da vitória, segue seu martírio na lanterna: agora tem 15 pontos, nove atrás do Atlético-GO, o primeiro fora da zona de rebaixamento.

Próximos jogos

O Palmeiras agora se volta para a Libertadores da América. Na quarta-feira, faz o jogo de ida das oitavas de final contra o Delfín no Equador. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso é no sábado, às 17h, contra o Athletico, em casa. O Goiás joga na quinta. Às 20h, visita o Fortaleza.

O segundo tempo começou equilibrado. O Palmeiras conseguiu acertar a marcação (Lucas Esteves e Gabriel Menino entraram ainda no primeiro tempo para reforçar o sistema defensivo depois da expulsão de Mayke) e se viu obrigado a ser mais tímido nas ações ofensivas. E o Goiás seguiu pouco criativo. Mesmo assim, conseguiu chegar. Fernandão, aos 14, cabeceou com perigo. O problema para o time da casa foi a incapacidade de sufocar o Palmeiras. Nem a entrada de Rafael Moura, fixando o time com dois centroavantes, foi capaz de criar uma pressão que maltratasse a defesa adversária. A equipe visitante ainda conseguiu dar alguns sustos em raras escapulidas ao ataque – como em chute de fora da área de Patrick de Paula, bem defendido por Tadeu. Mas a maior surpresa viria aos 47 minutos. Miguel Figueira acertou um chutaço de fora da área, acertou o ângulo de Weverton e deu a vitória ao Goiás.

Lesão de um lado, lesão de outro

Aos 22 minutos do primeiro tempo, Luiz Adriano travou em uma corrida. Era uma lesão muscular. Um minuto depois, no contra-ataque do Goiás, o mesmo aconteceu com Douglas Baggio. Os dois precisaram ser substituídos – e o Brasileirão cobrava o preço da forte sequência de jogos.

Desfigurado

O Palmeiras foi a campo sem 21 jogadores. A maioria ficou fora por estar se recuperando de Covid-19: Jailson, Vinicius Silvestre, Matías Viña, Alan Empereur, Benjamín Kuscevic, Danilo, Gustavo Scarpa, Raphael Veiga, Quiñonez, Gabriel Silva, Willian, Breno Lopes, Aníbal, Rony, Gabriel Veron, Marino Hinestroza e Pedro Acacio. Além deles, ficaram fora o meia Zé Rafael, suspenso, e três lesionados: Felipe Melo, Wesley e Luan Silva.

Primeira vitória, primeira derrota

O Goiás volta a vencer depois de jejum de 11 partidas. Seu último triunfo havia sido em 13 de setembro, contra o Inter. Já o Palmeiras perde a primeira com Abel Ferreira, após quatro vitórias e um empate nos cinco primeiros jogos com o treinador português. (Globo Esporte)

+A -A
izmir escort izmir escort izmir escort izmir escort denizli escort antalya escort antalya escort antalya escort antalya escort ankara escort izmir escort izmir escort
scroll to top