Expediente | Quem Somos         
   Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020   

CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 14/10/2020  10:08:32


Mesmo separadas pela distância, jovens usam a internet para reinventar e criam a marca ‘Dami’



foto-abertura.jpg

Beatriz e Valéria são as próprias modelos da marca que criaram

Impulsionadas pelo novo modo de empreender que, a cada dia exige mais criatividade, inovação e alto astral, duas jovens primas, mesmo separadas pela distância, resolveram encarar o desafio de fazer diferente e provocar o mercado com um conceito bem à maneira delas.

A ideia é impulsionar a moda, atraindo pessoas do sexo feminino interessadas em artigos para a autoestima. E assim, para expor a marca que criaram, a ‘Dami’, elas mesmas decidiram ser as modelos, afinal, o propósito é fazer com que as mulheres sintam-se ‘empoderadas’. E essa é a alma do projeto.

A história de Beatriz Damiani, 22 anos, estudante de direito, que hoje reside em João Pessoa (PB) e Valéria Damiani, 22, geóloga, moradora de Belo Horizonte, mostra como a criatividade se tornou uma aliada no mundo dos negócios na internet, especialmente a moda. Nascidas em Santarém (Beatriz) e Cuiabá (Valéria), mas com afetuosa ligação familiar, as jovens resolveram ligar a chave da ‘reinvenção’.

Foi interessante como tudo começou, a partir de uma ligação telefônica. E o mais curioso: através de uma brincadeira, quando Beatriz teve a ideia de criar uma loja de roupas para realizar o sonho das duas. Valéria achou interessante. Então, foram mais de três horas na chamada sonhando e montando os primeiros passos da loja. A brincadeira virou coisa séria e o que era sonho de ambas, acabou se tornando realidade.

A Dami nasceu e virou uma loja virtual com funcionamento 100% online e entrega em todo o Brasil. As idealizadoras criaram o site usodami.com.br, onde mantém atualizadas todas as peças disponíveis no estoque e o seu respectivo valor. Para interagir com suas clientes, a loja também tem seu instagram (@usodami) e página no facebook com o mesmo nome, com movimento diário e seu provador das peças escolhidas pelas clientes que tiram todas as dúvidas e podem compartilhar dicas incríveis para o dia a dia. Há também o whatsapp da loja ativo em horário comercial, disponível para tirar dúvidas e receber os feedbacks das clientes.

Antes de exibirem os modelos, Bia e Valéria se preparam cuidadosamente

Em entrevista, as jovens falam de seu projeto e do desafio de enfrentar o novo normal em meio a uma pandemia sem hora para acabar. Confira:

Pergunta: Como surgiu a ideia de criação da loja?

Resposta: Sempre tivemos o sonho de ser empresárias e nosso ‘start’ foi através de uma videochamada, quando a Valéria ligou para falar do cancelamento da sua festa de casamento devido à pandemia. O que era para ser uma conversa triste, tomou outro rumo e foi se moldando. Então, começamos a conversar sobre a atual situação do mercado de trabalho e enxergamos essa oportunidade.

Pergunta:  O que mais motivou?

Resposta: No início de tudo, a nossa motivação vinha de nós mesmas e das pessoas ao nosso redor que sempre nos deram apoio desde o início. Cada passo dado nos motivava cada vez mais. Trabalhávamos através de vídeo chamada o dia todo sempre compartilhando cada detalhe e animando uma a outra.

Pergunta: E assim, resolveram criar uma marca. O que significa Dami?

Resposta: Além de Dami ser o início do nosso sobrenome (Damiani), gostamos muito da firmeza e sonoridade que ele passa, visto que nossa marca se associa a mulheres fortes, determinadas, autênticas e que inspiram.

Pergunta: E agora… Qual é o principal desafio desse empreendimento?

Resposta: Poderíamos resumir como sendo a pandemia. Por conta do isolamento social, todos os nossos pedidos foram feitos pela internet, fato que acarreta um custo maior e um tempo a mais para começar também. Além disso, o fato de termos começado a loja 100% online nos gera desafios diários (como o contato com as clientes e a apresentação dos produtos) que sempre estamos estudando para superá-los.

Pergunta: Num mundo globalizado e conectado à internet… Ficou mais fácil esse tipo de empreendimento?  Há obstáculos?

Resposta: Não achamos mais fácil, mas encaramos como desafios novos e prazerosos de serem aprendidos e superados. Nos dias de hoje, tudo pode ser vinculado à internet. O objetivo também da nossa loja ser virtual é pelo alcance que ela teria. Porém, na prática, vimos que não basta você ter fotos lindas e boa apresentação do produto. Nesse universo, o esforço tem que ser triplicado. É preciso estudar as plataformas, as formas de entrega do conteúdo, anúncios e muito mais, para que o seu trabalho possa ser visto pelas pessoas certas.

Pergunta: E como é serem as próprias modelos?

Resposta: Percebemos que ambas representam dois tipos de corpos diferentes e é exatamente isso que queríamos ter na nossa loja. Não queremos expor um padrão inalcançável e sim mostrar que nossas peças ficam lindas em quem desejá-las.

Pergunta: O que procuram transmitir com os estilos apresentados?

Resposta: O conceito da nossa loja é empoderar as mulheres. Queremos que nossas clientes se sintam cada vez mais lindas com nossas peças, por isso buscamos um conceito mais livre, alegre e versátil.

Pergunta: O que pretendem para o futuro? A loja tem planos para se expandir?

Sonhamos muito alto, principalmente porque vemos muito potencial no nosso trabalho. Futuramente queremos expandir, com certeza. Pretendemos ter nossa produção própria de roupas da marca Dami. Também queremos criar um estoque em Belo Horizonte (onde a Valéria mora atualmente), já que o estoque atual fica em João Pessoa. Após a pandemia, pensamos em abrir uma loja física ao mesmo tempo em que permaneceremos investindo na loja virtual.

+A -A
izmir escort izmir escort izmir escort izmir escort denizli escort antalya escort antalya escort antalya escort antalya escort ankara escort izmir escort izmir escort
scroll to top