Cuiabá - MT | Terca-Feira, 11 de Maio de 2021

Abusadas por treinadores, ex-atletas processam USA Swimming por ter acobertado casos

Abusadas por treinadores, ex-atletas processam USA Swimming por ter acobertado casos

USA Swimming é acusada de acobertar casos de abuso sexual a nadadoras — Foto: Maddie Meyer/Getty Images

Um grupo de seis ex-nadadoras entrou na Justiça contra a USA Swimming (Federação de Natação dos Estados Unidos) acusando a entidade de acobertar casos de abuso sexual. As seis, todas na faixa entre 40 e 50 anos, foram abusadas ainda na adolescência. As informações são do New York Times.

Nos processos, as mulheres afirmam que a USA Swimming permitiu que treinadores agredissem sexualmente as jovens atletas por anos. Os clubes e associações por onde elas passaram, bem como dois de seus ex-treinadores, também foram apontados como réus.

– Meu abuso sexual foi 100% evitável – disse Debra Grodensky, 51 anos, uma das vítimas.

Debra disse que foi abusada na década de 1980 por seu ex-treinador, Andrew King. Ele está cumprindo uma pena de prisão de 40 anos por abuso sexual de crianças.

Debra Grodensky quando ainda era atleta — Foto: Arquivo pessoal

Debra Grodensky quando ainda era atleta — Foto: Arquivo pessoal

As seis mulheres decidiram processar a USA Swimming aproveitando uma lei recente da Califórnia que abriu uma janela de três anos para que as pessoas podem registrar alegações de abuso sexual que expiraram sob o estatuto de limitações.

Outras vítimas identificadas na reportagem do New York Times foram Tracy Palmero, 46, e Suzette Moran, 53. Um dos treinadores acusados por elas é Everett Uchiyama, que teria abusado Tracy quando ela tinha 16 anos. (Globo Esporte)