Cuiabá - MT | Terca-Feira, 11 de Maio de 2021

Polícia Civil esclarece dois homicídios em Pedra Preta com identificação de autoria

Polícia Civil esclarece dois homicídios em Pedra Preta com identificação de autoria


.

Assessoria/Polícia Civil-MT           

Dois crimes de homicídio ocorridos recentemente no município de Pedra Preta (238 km ao sul de Cuiabá), foram esclarecidos pela Polícia Civil nesta semana. Os autores foram identificados, estando um foragido e o outro respondendo o processo em liberdade.

A Delegacia de Polícia de Pedra Preta concluiu os dois inquéritos policiais instaurados de natureza homicídio, com indiciamentos dos envolvidos, remetidos ao Poder Judiciário e Ministério Publico Estadual, para oferecimento de denúncia e andamento processual. 

Conforme o delegado da cidade, João Paulo Praisner, um dos homicídios esclarecido ocorreu na madrugada do dia 17 de novembro de 2019, na região central de Pedra Preta. A vítima de 38 anos estava em um bar quando foi atingida por diversos disparos de arma de fogo, não resistindo aos ferimentos e morrendo no local.

Após várias diligências os policias  civis conseguiram identificar o autor do homicídio, que teve a prisão preventiva decretada com base nas investigações da Polícia Civil e encontra-se foragido.

O segundo inquérito finalizado trata de outro homicídio praticado no dia 05 de maio de 2020 também na região central da cidade. A vítima de 39 anos foi morta por um disparo de arma de fogo, tipo espingarda, na região do abdômen. Os investigadores rapidamente iniciaram as diligências identificando o autor, que no decorrer foi preso e indiciado porém atualmente responde ao processo em liberdade.

“Entre os meses de maio de 2019 a maio de 2020, foram registrados cinco homicídios na cidade de Pedra Preta, sendo quatro deles com a identificação da autoria, ou seja, 80% dos crimes foram esclarecidos no município no último ano, índice este muito expressivo graças ao empenho e dedicação de toda a equipe policial”, enalteceu o delegado João Paulo Praisner. 

 

 

 

Fonte: PJC MT