Cuiabá - MT | Sábado, 08 de Maio de 2021

59% dos brasileiros fará empréstimo pessoal para lidar com gastos na pandemia

59% dos brasileiros fará empréstimo pessoal para lidar com gastos na pandemia


source

O principal efeito negativo das medidas tomadas para combater a Covid-19 está no âmbito econômico: Apenas 48% dos brasileiros afirmaram no mês passado poder pagar suas contas em dia. O restante da população, diante dessa situação, se verá obrigado a gerar renda extra ou terá que pedir auxílio às instituições financeiras. 

Gráfico
Divulgação

Gráfico

Os dados foram divulgados pela Boa Vista SCPC como resultado de uma  sondagem feita com consumidores de diferentes regiões do país. 80% dos entrevistados afirmaram já ter feito uma revisão do orçamento em abril para ajustar seus gastos. Porém o panorama parece se agravar ao considerar que somente 28% dos entrevistados declaram ter os recursos para manter suas contas em dia por apenas 2 meses.

Com a quarentena,  não só as empresas devem inovar para garantir seu funcionamento e para evitar demitir funcionários. Também qualquer pessoa que perdeu sua fonte de renda ou teve algum tipo de redução que afeta seu orçamento deve se reinventar. No entanto, o dinheiro é um recurso necessário para poder gerar mais renda.

Gráfico
Divulgação

Gráfico

Créditos pessoais preferidos

Na mesma pesquisa, 21% dos entrevistados asseguram que precisarão solicitar empréstimos pessoais oferecidos pelos bancos e 16% que irá recorrer a familiares para poder custear seus gastos durante esta etapa. 14% fará uso dos seus cartões de crédito e apenas 12% dos consumidores considera fazer um empréstimo consignado.

Se bem que 48% dos entrevistados pelo Instituto FSB Pesquisa afirmam sentir medo de perder seus empregos os créditos consignados continuam sendo a opção com mais vantagens, pelos longos prazos de pagamento, pelas taxas baixas e porque estar negativado não é uma limitação para pegar este crédito. 

Gráfico
Divulgação

Gráfico

Além disso você pode pegar mais de um empréstimo consignado, não é preciso uma diversidade de planilhas para calcular margem consignável , basta você calcular quanto pode comprometer do seu salário para pegar o empréstimo. A margem de consignável é de 35%, então, se o salário é de R$ 1150 o empréstimo pode ser com parcelas de até R$ 402,50. Também é possível fazer mais de um empréstimo, sempre que a soma total das parcelas não for maior do que esse valor. 

Porém, não é questão de sair contratando qualquer empréstimo. As linhas de crédito para pessoas físicas se mantém iguais, apesar da pandemia, exceto algumas modificações que permitem adiar o pagamento das parcelas.

empréstimo pessoal
iStock

empréstimo pessoal

É preciso ter em conta outro dado desta pesquisa, feita nos primeiros dias de maio: 53% dos brasileiros estão endividados, 28% deles adquiriram dívidas no último mês, como consequência da situação que estamos vivendo. Estar atrasados com as dívidas pode gerar muitas complicações ao futuro. Se esta é sua situação, afine a ponta do lápis e faça as contas para ver qual tipo de empréstimo convém, compare todas suas possibilidades e escolha sempre a que menor CET ofereça em um bom período de tempo.