Cuiabá - MT | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2021

Renovação Carismática celebra Missa de 7º Dia de Joana Batista, dona Nhazinha, fundadora do Vinde e Vede

Renovação Carismática celebra Missa de 7º Dia de Joana Batista, dona Nhazinha, fundadora do Vinde e Vede

Joana Batista dos Santos, dona Nhazinha, nasceu em 24 de junho de 1931, em  Cuiabá.

Considerada ícone do Movimento de Renovação Carismática Católica em Cuiabá e uma das fundadoras do Vinde e Vede, a fiel Joana Batista dos Santos, falecida aos 84 anos na última quarta-feira (dia 25), tem celebração de Missas de 7º Dia, nesta segunda-feira (30). A primeira foi transmitida pela TV Aparecida, às 11 horas; a segunda será às 16 horas, na Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá; e, a terceira, às 18h30, na Rede Vida.

Conhecida popularmente como Dona Nhazinha, a fiel  Joana Batista dos Santos era chamada, entre os católicos, de “mãe da Renovação Carismática” de Mato Grosso, na segunda metade da década de 1970.

E, depois, já na primeira parte da década de 1980, ela teve participação decisiva na construção do projeto que resultou no Vinde e Vede, em Cuiabá – maior Retiro Católico de Carnaval, no Brasil.

“Existia a proposta de ada um vir e trazer um nome. Messias desenhou um nome e um símbolo: a pomba brancacom o ramo de oliveira. Todo o mundo gostou e ficou com o desenho”, citou ela, em trecho de entrevsita para o documentário A História da RCC Cuiabá – Como Eu a Vivi. D.Nhazinha.

Porém, a definião do nome surgiu com a leitura bíblica de dona Nhazinha. “O nome vem da Bíblia, para o primeiro retiro. Às 3 da madrugada, eu acordava para ir ao retiro. E pedia, mostra a nós a palavra!  No primeiro encontro, no ginásio Dom Aquino, tendo padre Mário e Firmo, como coordenadores, nós  não esperávamos tanta gente. E não apenas católicos, mas de diferentes denominações!”, observou Joana Batista, no mesmo documentário.

A Renovação Carismática começou em março de 1977, no Centro de Treinamento Polivalente Rainha dos Apóstolos (Cetra Cristo Rei),  em Vázea Grande, espaço pertencente à Arquidiocese de Cuiabá.

Na sequência, o Vinde e Vede cresceu e foi para o ginásio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Então, continuou crescendo e o padre Firmo Pinto Duarte, coordenador geral, levou o  retro para o antigo Estádio Governador José – o Verdão. “Em todos os dias – de todos os anos, estava  lotado de fiéis,  tanto que os padres não davam conta de atender às confissões. Então, nos chamaram para ajudar a organizar as filas, para confessar todos. Enquanto esperam, vocês organizam a fila e vão orar com eles”, recordou Nhazinha.

Joana Batista dos Santos, dona Nhazinha, nasceu em 24 de junho de 1931, em  Cuiabá. Ela era casada com  Onofre dos Santos, com quem teve oito filhos.