Cuiabá - MT | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Polícia Civil de Barra do Bugres prende mais um homem por agressão contra companheira

Polícia Civil de Barra do Bugres prende mais um homem por agressão contra companheira


.

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de agredir fisicamente sua companheira no município de Barra do Bugres (168 km a médio norte de Cuiabá) foi preso nesta segunda-feira (30.03) pela Polícia Civil do município poucas horas após cometer o crime. 

O suspeito de 37 anos foi autuado em flagrante pela prática de violência doméstica de lesão corporal e ameaças no âmbito da  Lei Maria da Penha. 

De acordo com o delegado de Barra do Bugres, Renato Resende do Nascimento, o fato ocorreu na madrugada de domingo (29.03), quando o suspeito embriagado chegou em sua residência no bairro Jardim Oriente e começou a discutir com a esposa de 24 anos.

“Em seguida o marido passou a arranhar e desferir murros pelo corpo da mulher, além de ameaçá-la de morte. As agressões físicas e verbais se prolongaram por toda madrugada, e somente no início da manhã quando o suspeito saiu da residência, a vítima procurou a Polícia Civil para comunicar os fatos”, contou o delegado.

Imediatamente os policiais civis passaram a diligenciar para localizar o suspeito, que foi preso em flagrante pelo crime. Ele foi conduzido para Delegacia de Polícia, ouvido e autuado por lesão corporal na circunstância de crime de violência doméstica e familiar contra a mulher.

Após a confecção dos autos o preso foi levado para Cadeia Pública local, sendo colocado à disposição da Justiça.

“A Lei nº 11.340/2006, conhecida nacionalmente como Lei Maria da Penha, criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Nessa linha, o artigo 5º da referida lei diz que configura violência doméstica e familiar contra a mulher qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial, e quem causar um desses danos à mulher está passivo de sofrer várias sanções legais dentre elas a prisão”, destacou Renato Resende. 

Ainda conforme o delegado, mesmo enfrentando um momento de calamidade pública, em decorrência do Covid-19, “nossa equipe de policiais civis de Barra do Bugres está pronta para bem e fielmente atender à sociedade, notadamente em crimes graves, como os dessa natureza”, frisou.

 

 

 

Fonte: PJC MT