Expediente | Quem Somos         
   Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020   

CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 26/02/2020  07:39:40


Justiça determina que motorista pague R$ 100 mil à família de adolescente que morreu atropelada



Kênnya-Foscarini-foi-atropelada-em-frente-a-escola-que-estudava-em-2012.jpg

A juíza Sini Savana Bosse, da 9ª Vara Cível de Cuiabá, determinou indenização de R$ 100 mil e pensão por danos materiais à família da adolescente Kênnya Focarini, que morreu atropelada por um carro quando saía da escola em que estudava em Cuiabá. O caso aconteceu em 2012.

O reportagem não localizou a defesa dos réus.

A estudante de 16 anos e um garoto de 13 anos foram atropelados em frente à Escola Estadual Pascoal Ramos – região Sul de Cuiabá. De acordo com testemunhas, a jovem chegou a ser arrastada por alguns metros pelo veículo.

O adolescente de 13 anos teve ferimentos leves, mas Kênnya teve hemorragia cerebral e não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito.

A família da adolescente pediu ao Poder Judiciário de Mato Grosso  a responsabilização do motorista Frank Rademak Almeida Silva, que fugiu do local do acidente sem prestar socorro às vítimas.

Ele foi preso minutos depois, ao bater o carro no muro de outra escola. Segundo o boletim de ocorrência, o motorista apresentava sinais de embriaguez. Além disso, ele não tinha licença para dirigir.Motorista que atropelou adolescente foi detido depois de fugir e bater no muro de outra escola — Foto: Reprodução/TVCA

Motorista que atropelou adolescente foi detido depois de fugir e bater no muro de outra escola — Foto: Reprodução/TVCA

A motorista Raimunda Almeida, proprietária do veículo, também foi responsabilizada pelo acidente, por ter emprestado o carro a uma pessoa que não podia dirigir, e, assim, assumir o risco de danos a outras pessoas.

A decisão da magistrada levou em consideração as circunstâncias do acidente.

“Considerando que os réus apresentaram Contestação por negativa geral e não trouxeram nenhum argumento capaz de criar dúvida razoável ou ilidir a pretensão da parte autora, a procedência da ação é medida acertada a se tomar.”, diz trecho.

Frank Rademak Almeida Silva e Raimunda Almeida terão que pagar o valor de R$ 100 mil de indenização por danos morais a família da vítima.

Além disso, a juíza Sinii Savana também determinou o pagamento de indenização por danos materiais. Os réus deverão pagar a família da vítima uma pensão mensal. A pensão será correspondente a 2/3 do salário mínimo até a data em que a vítima completaria 25 anos.

Depois disso, o valor da pensão será reduzido para 1/3 do valor de um salário mínimo, até a morte dos beneficiários ou a data em que a vítima completaria 65 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
izmir escort izmir escort izmir escort izmir escort denizli escort antalya escort antalya escort antalya escort antalya escort ankara escort izmir escort izmir escort
scroll to top