Cuiabá - MT | Terca-Feira, 28 de Setembro de 2021

Veja o que o goleiro Bruno disse com exclusividade à Record; Vídeo

Veja o que o goleiro Bruno disse com exclusividade à Record; Vídeo

Após ter sua contratação descartada pelo Operário por conta dos protestos realizados por um grupo de mulheres no estádio Dito Souza, em Várzea Grande, na semana passada, o goleiro Bruno faltou com exclusividade ao Programa Domingo Espetacular da Rede Record e fez e fez novas revelações sobre a morte de Eliza Samudio. Na última semana, a polêmica envolvendo a possível volta do atleta ao futebol tomou conta do país.

Uma declaração do goleiro pode ocasionar uma reviravolta no caso. Ele disse que vai revelar ao filho, o verdadeiro motivo da morte de Eliza Samúdio. Na entrevista, o goleiro que já tinha sua contratação anunciada pelo Operário, fala de outros assuntos sobre o caso que o levou à condenação de 22 anos e três meses de cadeia.

Confira vídeo com a entrevista exclusiva:

Condenação

Em 2013, Bruno foi condenado a 20 anos e nove meses pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver. Conforme a sentença, Bruno foi apontado como autor do assassinato de Eliza, com quem teve um relacionamento e um filho. Ela desapareceu em 2010, aos 25 ano e foi considerada morta pela Justiça. Na época, o goleiro jogava no Flamengo.

Bruno ganhou direito ao benefício após ter cumprido o tempo necessário para progressão da pena, conforme está previsto na Lei de Execuções Penais (LEP). Ele estava preso desde 2010.

Pela decisão do juiz, o ex-goleiro deverá trabalhar durante o dia e retornar para casa à noite. Ele também está proibido de sair de casa entre as 20h e as 6h, além de frequentar bares e boates.

A decisão do juiz foi viabilizada após a segunda instância da Justiça de Minas ter retirado da ficha prisional de Bruno uma falta grave por uso de celular dentro da prisão. Com a suspensão dos efeitos da punição, o ex-goleiro passou a ter direito ao benefício.