Cuiabá - MT | Terca-Feira, 28 de Setembro de 2021

Embaixada confirma suspeita de brasileiros com coronavírus

Embaixada confirma suspeita de brasileiros com coronavírus

Médico atende paciente com pneumonia causada por novo coronavírus no hospital da Universidade de Wuhan 22/01/2020 cnsphoto via REUTERS

A embaixada brasileira em Manila, nas Filipinas, confirmou notícia de que há brasileiros naquele país com suspeita de terem contraído o novo coronavírus, informou o Ministério de Relações Exteriores neste domingo (26).

Citando informações de portais de notícias filipinos, o Ministério diz que os possíveis contaminados seriam um casal e uma criança de dez anos com histórico de viagem recente à região foco na China, mas que o diagnóstico ainda não foi confirmado.

A família estaria num hospital de Palawan, a cerca de 800km da capital, Manila.

O coronavírus já matou 56 pessoas e contaminou outras 2 mil na China. Autoridades de saúde ao redor do mundo correm para evitar uma pandemia, depois que alguns casos foram relatados em países como Tailândia, Austrália, Estados Unidos e França.

A maioria dos casos aconteceu em Wuhan, na região central da China, onde se acredita que o vírus tenha se originado em um mercado que comercializava ilegalmente animais silvestres. (Terra)

Contaminações do coronavírus ultrapassam 2 mil em todo o mundo

Governo chinês ordenou bloqueio das estradas na cidade de Wuhan

(Foto: Reprodução)

coronavírus, surgido na cidade de Wuhan, na China, já atingiu mais de 2.116 pessoas em todo o mundo e 300 estão em estado grave. Segundo oficiais da província de Hubei, 52 de todas as mortes foram registradas na região. A capital, Wuhan, onde o surto teve início, é a cidade mais afetada pelo vírus.

Somente na China foram registrados 2.062 casos. Além da China, Hong Kong (8 casos), Tailândia (8), Macau (5), Austrália (4), Japão (4), Malásia (4), Cingapura (4), Taiwan (4), Coreia do Sul (3), Vietnã (2) e Nepal (1) também tiveram casos confirmados. O coronavírus também chegou na Europa, com três casos confirmados na França. Já na América do Norte, são três casos nos Estados Unidos e um no Canadá. Até o momento não há registro de casos na América do Sul. As informações são do Centro de Ciência e Engenharia da universidade Johns Hopkins, de Baltimore (EUA).

O surto tem afetado planos da população chinesa em meio ao feriadão do Ano Novo Lunar. A imprensa estatal afirma que agências de turismo cancelaram todas as excursões para o exterior a partir de segunda-feira. Segundo a Televisão Central da China, a medida teria sido resultado de uma ordem do governo chinês.

A doença também continua a se alastrar pelo mundo, com 44 casos registrados em 13 nações, além da China. A maioria dos infectados são turistas de Wuhan ou pessoas que visitaram a cidade. É o caso do terceiro paciente identificado na Coreia do Sul, um homem sul-coreano que vive em Wuhan e que havia retornado de férias ao país natal. (Agência Brasil)