Cuiabá - MT | Segunda-Feira, 20 de Setembro de 2021

Brasil vence Uruguai, mantém 100% e lidera grupo B no Pré-Olímpico

Brasil vence Uruguai, mantém 100% e lidera grupo B no Pré-Olímpico

Pedrinho comemora seu gol ao lado de Bruno Guimarães (Foto: Ernesto Guzmán Jr./EFE)

Toques de primeira, transição rápida, entrosamento e uma vitória que dá confiança. O Brasil venceu com facilidade o Uruguai por 3 a 1 nesta quarta-feira, em Pereira, na Colômbia, e terminou a segunda rodada do Pré-Olímpico na liderança do Grupo B. Pedrinho, Matheus Cunha e Pepê marcaram os gols brasileiros, e Bueno diminuiu para a Celeste, que pouco ameaçou a vitória do time de André Jardine.

A SITUAÇÃO DO GRUPO

O Brasil chegou à sua segunda vitória em dois jogos e tem seis pontos. É o líder do Grupo B. Paraguai e Uruguai vêm em seguida, com três pontos cada. Peru e Bolívia, que perderam suas duas partidas, aparecem zerados. Os bolivianos estão na lanterna, com pior saldo de gols. A seleção brasileira folga na próxima rodada e só volta a campo na terça-feira que vem, dia 28, contra a Bolívia, em Armênia.

DOMÍNIO BRASILEIRO

O pobre Rossi, camisa 9 do Uruguai, correu muito nos 10 primeiros minutos de jogo. Esteve em vários setores do campo, infernizou Robson Bambu e Nino, e deu a impressão de que o Uruguai poderia assustar. Mas não assustou. Aos 14 minutos, Antony acertou belo cruzamento da direita que terminou em chute de chapa de Pedrinho para o gol. Aos 30, Matheus Cunha sofreu pênalti e cobrou para fazer o segundo do Brasil.

A segunda etapa começou da mesma forma. Ivan evitou o gol da Celeste em cabeçada de Ramírez. E deu espaço para o Brasil decretar sua vitória. Tranquilo no jogo, Jardine lançou Pepê e Tabata, que não jogaram na estreia. Ambos entraram bem, mas o atacante do Grêmio aproveitou mais. Aos 32 minutos, recebeu lançamento do companheiro de clube pela esquerda, Matheus Henrique, e marcou belo gol na saída de Arruabarrena. Na sequência, Bueno, de cabeça, fez o único do Uruguai: 3 a 1.

A segunda etapa começou da mesma forma. Ivan evitou o gol da Celeste em cabeçada de Ramírez. E deu espaço para o Brasil decretar sua vitória. Tranquilo no jogo, Jardine lançou Pepê e Tabata, que não jogaram na estreia. Ambos entraram bem, mas o atacante do Grêmio aproveitou mais. Aos 32 minutos, recebeu lançamento do companheiro de clube pela esquerda, Matheus Henrique, e marcou belo gol na saída de Arruabarrena. Na sequência, Bueno, de cabeça, fez o único do Uruguai: 3 a 1.

Jogadores titulares da seleção brasileira na partida contra o Uruguai

Jogadores titulares da seleção brasileira na partida contra o Uruguai (Foto: Divulgação / Uruguai)

ARTILHEIRO DE VOLTA

Desfalque na estreia por conta de fortes dores de cabeça, Matheus Cunha voltou ao time e deixou sua marca. Sofreu e converteu o pênalti que originou o segundo gol da vitória brasileira. Foi seu 10° gol em 12 jogos da seleção olímpica sob o comando de André Jardine – não contados os dois jogos-treinos na Granja Comary. É o artilheiro do time sob o comando do treinador.

Matheus Cunha comemora seu gol ao lado de Paulinho e Pedrinho

Matheus Cunha comemora seu gol ao lado de Paulinho e Pedrinho (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

PARAGUAI VENCE BOLÍVIA

No outro jogo do grupo, o Paraguai venceu a Bolívia por 2 a 0 com dois gols do atacante. Veja os gols:

Os gols de Paraguai 2 x 0 Bolívia pelo Pré-olímpico de futebol sub-23

Os gols de Paraguai 2 x 0 Bolívia pelo Pré-olímpico de futebol sub-23

Pedrinho abraça André Jardine após fazer seu gol

Pedrinho abraça André Jardine após fazer seu gol (Foto: Ernesto Guzmán Jr./EFE)

(Globo Esporte)