CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 13/01/2020  10:04:26


Mendes inaugura Avenida Parque do Barbado e anuncia COT da UFMT para dia 28


Jéssica Moreira

DSF1673.jpg

O governador Mauro Mendes (DEM) inaugurou nesta segunda-feira (13) implantação e duplicação da Avenida Parque do Barbado. O obra era prevista para a copa do mundo em 2014, e foi entregue cinco anos após o previsto.

Esta é uma das obras remanescentes da Copa do Mundo retomadas pela atual gestão em 2019. Localizada entre a Avenida Fernando Corrêa (entrada no shopping Três Américas) e a Arquimedes Pereira Lima (Estada do Moinho), no bairro Jardim das Américas, a obra compreende um total de 1,6 km. O valor de investimento é de R$ 29,3 milhões.

No local foi realizada recentemente a implantação de galerias no Córrego do Barbado, próximo a Av. Archimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho), além da implantação da rotatória, sinalização, iluminação e paisagismo ao longo de toda a avenida.

Durante a entrega Mendes anunciou também a entrega do Centro Oficial de Treinamento da UFMt ainda para janeiro.

“Estamos preparando uma grande festa do atletismo para o próximo dia 28 fazer a entrega do COT da UFMT, que também era uma obra para a copa do mundo”.

Orçada em R$ 17,1 milhões , o COT entrou no rol de obras prioritárias para a conclusão na gestão Mauro Mendes.A obra do COT UFMT teve início em março de 2013 e deveria ter sido finalizada no início do ano de 2014 para Copa do Mundo. Depois de um tempo paralisada, por questões burocráticas, foi retomada em abril do ano passado.

Idealizado pelo professor e arquiteto José Afonso Portocarrero, o projeto do COT UFMT inclui uma área construída de 5,4 mil metros quadrados, com capacidade para receber até 1,5 mil torcedores. A estrutura engloba campo de futebol, uma pista de atletismo, vestiários, banheiros, área destinada à imprensa e camarotes.

As obras da Copa iniciaram no governo de Silval Barbosa. Ao final da gestão dele, restavam inacabadas 20 obras. O governo seguinte, de Pedro Taques (PSDB), finalizou 11 destas obras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top