Cuiabá - MT | Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021

Acusado de assassinar e ocultar corpo de decorador em MT é condenado a 21 anos de prisão

Acusado de assassinar e ocultar corpo de decorador em MT é condenado a 21 anos de prisão

Man in prison hands of behind hold Steel cage jail bars. offender criminal locked in jail.

Um homem preso pelo latrocínio e ocultação de cadáver do decorador Ednalmo Alves de Oliveira, 53 anos, ocorrido em 2018, foi condenado pelo Poder Judiciário de Mato Grosso  a 21 anos e quatro meses de prisão, em regime fechado.

Fábio Machado de Oliveira, de 38 anos, foi condenado pelo juiz Lidio Modesto da Silva Filho, da 4ª Vara Criminal de Cuiabá, na quinta-feira (9).

Ednalmo Alves de Oliveira, 53 anos, assassinado em 2018 

O corpo do decorador foi encontrado em uma região de mata, no Bairro Nova Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, no dia 28 de novembro de 2018. Ele estava desaparecido há 43 dias.

O suspeito foi preso pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva) e, durante depoimento, apontou a localização do corpo, mesmo não confessando a morte da vítima.

A vítima estava desaparecida desde 17 de outubro daquele ano. Um familiar da vítima procurou a Polícia Judiciária Civil, no dia 22 de outubro de 2018, relatando que Ednalmo tinha sido visto com um amigo.

O irmão dele ainda disse que a vítima morava sozinha, no Bairro Coophamil, região oeste de Cuiabá, e não costumava passar muitos dias sem dar notícias, o que causou estranheza na família, além do fato do celular dele estar desligado e o carro também ter sumido.

Desde o início da investigação, a Polícia Civil trabalhou com a hipótese de a vítima estar morta.