Cuiabá - MT | Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021

Dilemário Alencar propõe repúdio à NetFlix por mostrar Jesus Cristo como gay

Dilemário Alencar propõe repúdio à NetFlix por mostrar Jesus Cristo como gay

O vereador Dilemário Alencar (PROS) anunciou que vai protocolizar nesta   semana, em sessão ordinária da Câmara de Cuiabá, um pedido para que os vereadores aprovem Moção de Repúdio a ser encaminhada à provedora de filmes e séries Netflix, pelo lançamento do Especial de Natal do Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo. A obra insinua um possível lado gay de Cristo e vem recheada de ironias.

Dilemário: “É uma irresponsável e presunçosa propaganda anticristã”

“A grande maioria da população cuiabana está indignada com o lançamento desse filme pela Netflix, pois contém ostensivo vilipêndio e escárnio da fé cristã. É uma irresponsável e presunçosa peça de propaganda anticristã e de incentivo à intolerância religiosa que tem o objetivo de distorcer a verdadeira história de Jesus Cristo, ao tratar Jesus com homossexual e Maria como prostituta. Um desrespeito com a maioria dos brasileiros que professam a fé em Jesus Cristo. Isso deve ser repudiado pelo parlamento municipal”, detonou Dilemário.

A produção da Netflix, estrelada por Gregório Duvivier e Fábio Porchat, é uma sátira da passagem bíblica que relata a volta de Jesus Cristo, após passar 40 dias no deserto. No curta, ele retorna para ver a família com um namorado.

As piadas religiosas geraram revoltas. Várias Câmara Municipais e Assembleias Legislativas estão aprovando moções de repúdio e uma petição na internet para retirar o filme do ar já alcançou mais de 1 milhão assinaturas em poucos dias.

“Pelo segundo ano consecutivo a NetFlix traz uma deturpação e vilipêndio da imagem de Jesus. Em 2018 o Porta dos Fundos já havia feito um especial de natal de sátira aos cristãos com o filme Se Beber, Não Ceie. Não podemos concordar e compactuar com essa situação. Os cristãos de todas as confissões devem se unir em defesa dos valores fundamentais da fé e expor seu veemente repúdio a esse filme, que é um ataque planejado contra a fé cristã e uma tentativa de degradação da família. No filme é exibido cenas que nunca aconteceram na Bíblia Sagrada. São mentiras que não devem ser toleradas”, defendeu o vereador Dilemário.

Netflix exibe Especial de Natal do Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo.