Cuiabá - MT | Segunda-Feira, 20 de Setembro de 2021

Governo prevê 44 leilões de aeroportos, portos, rodovias e ferrovias em 2020

Governo prevê 44 leilões de aeroportos, portos, rodovias e ferrovias em 2020

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, informou nesta sexta-feira (13) que o governo pretende leiloar 44 projetos de infraestrutura em 2020.

De acordo com o ministro, a previsão é chegar a R$ 101 bilhões em investimentos nessas obras. O valor estimado para a arrecadação, contudo, ainda não foi divulgado.

Segundo o governo, deverão ser leiloados:

  • 22 aeroportos;
  • 9 terminais portuários;
  • 7 rodovias;
  • 6 ferrovias.

Durante a apresentação do plano, o ministro destacou o leilão da rodovia Nova Dutra, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo. O trecho tem 402 quilômetros.

Tarcísio Gomes também anunciou que, na próxima semana, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) irá liberar a consulta pública sobre a concessão.

“Já na semana que vem a documentação da Nova Dutra vai estar disponível e vai passar pelo escrutínio da sociedade para a gente acertar as condições de modelos, verificar a percepção da sociedade sobre o modelo”, afirmou.

O ministério espera leiloar outros 6 trechos rodoviários. No total, espera investimentos de R$ 42,6 bilhões nas obras.

Segundo a estimativa do ministério, os investimentos esperados no modal ferroviário são de R$ 52,8 bilhões, com o leilão da FIOL (Ferrovia de Integração Oeste-Leste) e da Ferrogrão, além da antecipação da renovação das concessões da Malha Paulista, da estrada de ferro Carajás, da estrada de ferro Vitória-Minas e da MRS Logística S.A.

Ainda é esperado o investimento de R$ 5 bilhões com o leilão de 22 aeroportos e de R$ 900 milhões com 9 terminais portuários.

Balanço de 2019

Segundo o ministério, R$ 9,4 bilhões foram investidos em 2019, em 27 ativos leiloados. O valor de outorga dos leilões no ano foi de R$ 5,9 bilhões.

Foram leiloados 12 terminais em aeroportos e 13 terminais portuários. Nas ferrovias, foi leiloado o trecho central da Ferrovia Norte-Sul. Ao todo, foram concedidos 437 quilômetros entre Jataí (GO) e Uberlândia (MG).

O ministério também informou que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) entregou 400 quilômetros de pavimentação nova, e 1,4 mil quilômetros de restauração em rodovias.