CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT


Mbappé de letra e Neymar de pênalti garantem vitória do PSG



Inserido em: 04/12/2019 14:25:56

neymar.jpg

Neymar e Mbappé comemoram gol do PSG sobre o Nantes (Foto: Charles Platiau/Reuters)

O PSG não esteve em seus melhores dias, mas contou com dois de seus craques para resolver a vida no segundo tempo e vencer mais uma no Campeonato Francês, desta vez por 2 a 0 sobre o Nantes, pela 16ª rodada, no Parque dos Príncipes. Mbappé, em bonito gol de letra, e Neymar, cobrando pênalti, balançaram a rede e mantiveram a vantagem de cinco pontos na liderança sobre o Olympique de Marselha – isso com um jogo a menos, já que o duelo contra o Monaco foi adiado.

Panorama

O PSG foi a 35 pontos em 15 jogos e segue tranquilo na liderança do Francês. O Nantes, que tinha possibilidade de entrar no grupo de classificados para a Champions, acabou caindo para o 9º lugar, com 23.

O jogo

O primeiro tempo começou com poucas emoções, e só aos 40 minutos o PSG levou real perigo ao gol adversário. Após rebatida da zaga do Nantes em cobrança de escanteio, Neymar pegou bem de canhota para estufar a rede, mas o árbitro anulou o lance após revisão do VAR – viu falta de Draxler em disputa anterior. Pouco depois, o camisa 10, que havia errado alguns passes, teve chance cara a cara com o goleiro, mas viu Lafont fazer boa defesa.

Neymar Icardi gol PSG Nantes

Neymar Icardi gol PSG Nantes (Foto: Charles Platiau/Reuters)

Na volta do intervalo, o PSG pressionou mais. Logo aos seis, Neymar começou a jogada e achou Di María, que cruzou de trivela pela direita e encontrou Mbappé sozinho. O camisa 7 deu bonito tapa de letra para deslocar o goleiro. O Nantes tentou reagir, mas foi o time da casa que fez mais um. Lafont e Pallois vacilaram feio, a bola ficou viva, e o goleiro cometeu pênalti em cima de Icardi – que entrou na vaga de Mbappé pouco antes. Neymar converteu e deu mais tranquilidade ainda ao time. Ele deixou o jogo pouco depois para dar lugar a Cavani, que teve chance clara no fim e furou feio após passe de Di María.

Vaias só dos ultras

Neymar só recebeu protesto por parte da torcida organizada do PSG, e acabou ovacionado pela maior parte do Parque dos Príncipes. Ao ser substituído por Cavani, desta vez ele não foi para o vestiário como aconteceu nas últimas ocasiões. Ficou no banco de reservas até o apito final. (Globo Esporte)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top