CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 04/12/2019  19:19:48


Advogado não aceita a separação e manda roubar e matar a ex-esposa em MT



Polícia-Civil-e-Polícia-Militar-fazem-trabalho-integrado-para-redução-de-crimes-scaled.jpg

Um advogado, apontado como mandante de um roubo ocorrido em Nova Bandeirantes (1.026 quilômetros de Cuiabá), foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta quarta-feira (4), na última fase da operação “Prudentia”. A investigação foi deflagrada para cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar.

E.C.A. foi preso em ação da Delegacia de Polícia  Civil do município, com apoio da Delegacia de Polícia de Nova Monte Verde. Ele foi identificado como planejador do roubo com restrição de liberdade, praticado contra sua ex-esposa e filha.

Segundo as investigações, o crime foi motivado após a separação do casal, quando a vítima não aceitou reatar o relacionamento com o suspeito. Por não aceitar o término, o advogado arquitetou o assalto visando o prejuízo patrimonial e psicológico, para fragilizar e convencer a vítima a voltar para o casamento.

A Polícia Civil constatou que o crime aconteceu na madrugada do dia 7 de agosto, quando os dois suspeitos (pai e filho) contratados pelo advogado entraram na casa das vítimas (ex-mulher e filha, de 13 anos), que foram rendidas e trancadas no banheiro.

Na ação criminosa, os suspeitos subtraíram joias, aparelhos celulares, notebook e um carro HB20 que foi presente dado pelo ex-marido.

Durante a fuga, o suspeito que conduzia o veículo roubado capotou o automóvel na Rodovia MT 208. Ambos executores do roubo foram presos e em interrogatório, apontaram o E.C.A. como o mandante do crime mediante promessa de recompensa. O suspeito auxiliou materialmente os contratados tanto antes quanto após o crime.

Diante dos indícios, a Polícia Judiciária Civil representou pelo pedido de prisão contra o advogado e de busca e apreensão na casa e no escritório do investigado, decretados pela Justiça.

De posse das ordens judiciais, os policiais civis de Nova Bandeirantes e de Nova Monte Verde efetuaram a prisão de E.C.A, que depois de preso foi ouvido e posteriormente recolhido ficando à disposição do Poder Judiciário de Mato Grosso.

 Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso conduz a investigação dos crimes a mando do advogado 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top