Expediente | Quem Somos         
   Segunda-Feira, 12 de Abril de 2021   

CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 29/11/2019  15:24:59


Após derrota, risco de rebaixamento do Cruzeiro sobe para 75%; veja as possibilidades



cruzeiro-2.jpg

Cruzeiro x CSA; Pedro Rocha — Foto: Agência i7/ Mineirão

A surpreendente derrota em casa para o CSA na noite desta quinta-feira deixou o Cruzeiro em uma situação ainda mais dramática no Brasileiro e deu um sopro de vida ao time alagoano. De acordo com projeção do matemático Tristão Garcia, do site Info Bola, com o revés diante de seu torcedor, a Raposa viu o risco do inédito rebaixamento subir para 75%, aumentando também ainda mais a pressão para suas três partidas que restam.

Vencedores na rodada, Botafogo e Fluminense estão a um passo de matematicamente ficarem livres da queda, mesma projeção para o Atlético-MG, que empatou com o Bahia em Salvador.

RISCOS DE REBAIXAMENTO

  • 20º: Avaí – 100%
  • 19º: Chapecoense – 100%
  • 18º: CSA – 97%
  • 17º: Cruzeiro – 75%
  • 16º: Ceará – 25%
  • 15º: Fluminense – 1%
  • 14º: Atlético-MG – 1%
  • 13º: Botafogo – 1%

Perrella atribui crise no Cruzeiro às gestões passadas e detona críticos

O gestor de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella, concedeu uma longa entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira na Toca da Raposa. Após o clube anunciar a saída de Abel Braga e a contratação de Adilson Batista para comandar o time na reta final do Brasileirão, o dirigente falou sobre gestões passadas, salários atrasados, choque no time para evitar um inédito rebaixamento para a Série B e aval para novo treinador fazer todas as mudanças necessárias para Cruzeiro se livrar do Z-4.

A três rodadas do fim do campeonato, a equipe mineira tem 75% de chances de ser rebaixada.

Confira os principais trechos da entrevista de Zezé Perrella

Salário atrasado

– Falaram que eu entrei para arrumar dinheiro, e eu nunca falei isso. O que eu fiz foi levantar quase R$ 30 milhões com patrocínio e algumas ações. Poderia estar muito pior: o Cruzeiro tem dois meses e meio de salário atrasado. O resto eu vou colocar em dia, esse meio que falta. Na verdade, ia vencer três meses e eu paguei meio (salário) e vou quitar ainda hoje ou talvez amanhã. A verdade é que quebraram o Cruzeiro nessa gestão passada. O Cruzeiro hoje tem R$ 60 milhões de dívida na Fifa para estourar a qualquer momento! Não tem ninguém mágico!

Gestão passada

– Quebraram o Cruzeiro para ser Campeão Brasileiro! É essa cultura que temos que recuperar. O presidente Wagner quando assumiu, foi pelo mesmo caminho tentando ser campeão a qualquer custo. Dia 8, quando o campeonato acabar, vou soltar um balanço e quero que todos saibam a situação real do Cruzeiro. Não estou aqui disposto a quebrar com o Cruzeiro não, mas eu estou fazendo o que posso.

“E se entenderem que tem alguém melhor que eu, que venha. Os grandes cruzeirenses que ficam cornetando.. que venham! Ninguém se habilita, todo mundo diz que se preocupa com o Cruzeiro, mas na hora de mostrar mesmo, de ajudar, todo mundo foge, tudo cagão.”

Perrella confirma ter recebido áudio de Thiago Neves e acha cobrança “coisa normal”

Adilson Batista

– Todos vocês sabem da minha relação de amizade com o Adilson. Tenho absolutamente confiança nele. Ele precisa dar a volta por cima. Quando o Ceará mandou ele embora, eu falei: “Como tem coragem de mandar embora faltando quatro jogos?” Hoje, estamos fazendo a mesma coisa. A chance do Adilson dar a volta por cima é classificando o Cruzeiro. Ele não tem nem contrato. Eu falei: “Vem, tira o Cruzeiro dessa e depois a gente conversa.” Ele vem nesse sacrifício.

Cruzeiro dá boas vindas a Adilson Batista — Foto: Divulgação/ Cruzeiro

Cruzeiro dá boas vindas a Adilson Batista — Foto: Divulgação/ Cruzeiro

Histórico no clube

– Eu nunca me preocupei com esse negócio de como vou ficar na história. Dediquei 20 anos da minha vida ao Cruzeiro: três como dirigente da base e 17 na linha de frente. Construí isso aqui, construí um prédio de 10 andares sem dever nada para ninguém. Ganhamos 23 títulos, e eu espero ser lembrado por isso. Eu não estou preocupado de como vou ser lembrado, isso é só um papel na parede, as pessoas que me conhecem sabem que eu fui para o sacrifico. Não estou aqui para ganhar dinheiro, não tenho salário, só quero ajudar. A maioria dos bundões aí se afastaram. Na hora que precisa, os que se dizem muito cruzeirenses, com raríssimas exceções, procurei muito deles, para dar um aval, ajudar nisso, ajudar naquilo… gostam de dar palpite, mas não fizeram nada. Botei minha cara e um legado de 17 anos de história no Cruzeiro em xeque. Eu gostaria de ser lembrado por ser um cara que teve a coragem de dar as caras.

Noitada de jogadores

– Pelo menos as festas ficaram mais pobres em BH porque eles não tão indo não, a não ser uma coisa particular aí. Eu não vi ninguém na noite depois disso (cobrança da diretoria).

Conselho rachado

– O que tá acontecendo com o Cruzeiro hoje é um negocio engraçado. Tem vários clubes no Brasil com uma situação financeira tão difícil quanto a nossa. E você não vê falar nada disso. O que provoca isso é um grupo de conselheiros rachados. Porque foi 50% a 50% a eleição, praticamente. Aqueles que não se conformaram com a derrota, inclusive meu candidato perdeu, mas acima de tudo eu sou Cruzeiro. Eu não sou Wagner, eu não sou Serginho, eu sou Cruzeiro e qualquer um que assumisse aquilo lá eu ia tentar dar minha contribuição. Só que eles não aceitaram até hoje que perderam a eleição e fica expondo a situação do Cruzeiro de forma escancarada. O que tá atrapalhando o Cruzeiro hoje é alguns conselheiros que acham que querem ser presidente do Cruzeiro sem a menor condição, que provocam essas ondas todas. Isso tudo começa nas redes sociais enquanto precisamos de tranquilidade.

Zezé Perrella, gestor de futebol do Cruzeiro — Foto: Vinnicius Silva/CruzeiroZezé Perrella, gestor de futebol do Cruzeiro — Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Zezé Perrella, gestor de futebol do Cruzeiro — Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Investigação da Polícia Civil

Investigado pela Polícia Civil por indícios de pagamentos suspeitos, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, emsituações na gestão de Wagner Pires de Sá, o clube mineiro continua convivendo com as investigações e os problemas políticos internos. Alguns dos investigados, inclusive, permanecem no clube – casos, por exemplo, do presidente Wagner Pires de Sá e do diretor jurídico Fabiano de Oliveira Costa.

– A Polícia tá dentro do Cruzeiro não é a toa não. E aquelas denúncias da Globo também não foi feito de maneira irresponsável não. Tudo tem um porque. Onde tem fumaça, tem fogo. Mas agora, eu não vou acusar ninguém: esse roubou, esse deixou de roubar. O mais sério do que ser ou não ser honesto, é a irresponsabilidade que fizeram com o Cruzeiro. Qualquer salário que o jogador pedia.. vão dar. Isso começou lá atrás, quando o Gilvan disse que ia quebrar o Cruzeiro, mas seria campeão brasileiro. E conseguiram.

Limite de salário para diretor

– Quando eu deixei o Cruzeiro, tínhamos 450 funcionários. Hoje temos 700. Eles devem ter criado a Toca da Raposa 4 para aumentar tanto assim a despesa. P…! Diretores ganhando cento e tantos mil por mês. Eu limitei agora o teto de diretor do Cruzeiro: R$ 30 mil. Quem não quiser que saia. Ninguém vai ganhar mais que isso. Estou falando na área administrativa. Nós tínhamos salário de R$120 mil. Quer dizer… Tudo feito de maneira absolutamente irresponsável. Esse clube tem que ser passado a limpo. Eu vou dar nome aos bois na hora certinha. Pode acreditar. (Globo Esporte)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
izmir escort izmir escort izmir escort izmir escort denizli escort antalya escort antalya escort antalya escort antalya escort ankara escort izmir escort izmir escort
scroll to top