Cuiabá - MT | Quarta-Feira, 28 de Julho de 2021

Biomédico, um profissional plural

Biomédico, um profissional plural

Com 40 anos de regulamentação no Brasil, a Biomedicina alcança a consolidação como guardiã da saúde da população. Por sua versatilidade o profissional biomédico, cujo dia comemoramos em 20 de novembro, tem a missão de cuidar do bem-estar das pessoas por meio de 30 diferentes habilitações respaldadas em resoluções federais e 37 áreas de atuação.

Essa formação ampla alcançada por uma trajetória disruptiva, que não se limitou às análises clínicas, mas transformou o desenvolvimento profissional e evoluiu para outras áreas da saúde, trouxe a pluralidade necessária para o biomédico estar em todos os ambientes que integram a assistência à saúde.

Desde a coleta de exames laboratoriais, passando pela imagem, radiologia, doação de sangue, análise ambiental e de alimentos, genética e reprodução humana, acupuntura, estética, fisiologia do esporte e docência – para citar apenas algumas – o biomédico está presente e atua pelo melhor relacionamento, procedimento, acesso e resultado para aqueles que buscam atendimento público e/ou particular.

As variadas habilitações da Biomedicina permitem ao profissional ampliar ainda as oportunidades no mercado de trabalho e a empregabilidade. Outra vantagem é a busca incessante pela capacitação. A educação continuada melhora o desempenho profissional e a aptidão ao que o biomédico se propõe fazer.

Temos elevado a Biomedicina em todo o País aos melhores patamares. O caminho que percorremos é promissor e dele nos orgulhamos. No entanto, o mês do biomédico é sempre favorável a uma autocrítica. Devemos valorizar a ética, respeitar as legislações pertinentes e atuar com responsabilidade.

Novembro convida ainda a fazer um balanço do trabalho realizado durante este ano. Dois importantes Congressos, promovidos em Brasília e em Belo Horizonte, com capacidade máxima de público demonstraram a seriedade que os profissionais desse tempo e de um futuro próximo almejam para a Biomedicina.

Dezenas de visitas aos cursos de graduação permitiram a aproximação entre estudantes e o Conselho Regional de Biomedicina – 3ª Região ao longo deste ano. A ampliação dos serviços e do atendimento online modernizou o funcionamento da entidade. Assim, a cada dia estamos mais próximo do público para o qual trabalhamos. As oito unidades de atendimento do CRBM-3 têm a missão de oferecer soluções e contribuir para a qualidade profissional do biomédico.

*RENATO PEDREIRO MIGUEL é presidente do Conselho Regional de Biomedicina – 3ª Região (CRBM-3).

CONTATO:   www.facebook.com/renato.pedreiromiguel