Cuiabá - MT | Terca-Feira, 03 de Agosto de 2021

Projeto Fortalecer completa 15 anos de combate à evasão escolar

Projeto Fortalecer completa 15 anos de combate à evasão escolar

O Projeto Fortalecer, criado em 2004 pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso com o objetivo de combater à evasão escolar, completa, em 2019, 15 anos de atuação, com muito a comemorar, já que neste período quase 4 mil alunos foram atendidos. A iniciativa, idealizada pela Promotoria de Justiça da Infância e Juventude do município de Várzea Grande, é desenvolvida em parceira com a Prefeitura Municipal, secretarias de Educação, Cultura, Assistência Social, Esporte e Lazer e o Centro Universitário de Várzea Grande (Univag). A sociedade civil também participa efetivamente com a adesão dos voluntários.

Para celebrar os 15 anos de atuação do projeto será realizado nesta quinta-feira (14) um encontro com os parceiros do Fortalecer. O evento, que será realizado no Univag, contará com palestra, apresentação cultural e depoimentos dos envolvidos no projeto.

Desde a sua criação, o Fortalecer tem assumido papel de articulador entre as políticas de educação e assistência social no enfrentamento da evasão escolar, para além da ausência do aluno em sala de aula, identificando e encaminhando para a Rede de Proteção à Criança e Adolescente do município, os que se identificam com a infrequência escolar.

Durante o primeiro semestre de 2019 diversas atividades foram desenvolvidas pelo projeto entre elas: visitas institucionais, encaminhamentos e acompanhamentos de alunos, encontros de formação de voluntários, encontros com famílias, palestras educativas e rodas de conversa com os profissionais da rede municipal de educação, entre outras ações. Neste semestre foram feitas 61 visitas institucionais nas escolas municipais para apresentar o Fortalecer. Neste mesmo período 177 alunos foram encaminhados ao projeto.

Nestes 15 anos de trabalho já foram encaminhados ao Fortalecer 3.835 alunos matriculados nas escolas municipais de Várzea Grande, destes, 3.776 foram atendidos e 3.222 retornaram a frequentar a escola. Foram realizadas 2.024 visitas institucionais e domiciliares e 1.087 atendimentos psicossociais às famílias. Outras atividades desenvolvidas pelo projeto são palestras e rodas de conversas, que totalizaram 447 encontros com as famílias e comunidade escolar e 53 encontros de formação de voluntários. Essas formações resultaram em uma parceria de 1.228 voluntários inscritos no projeto.