Expediente | Quem Somos         
   Sábado, 26 de Setembro de 2020   

CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 01/11/2019  17:37:50


Athletico, Fla, Grêmio, Palmeiras, Santos e São Paulo são os favoritos da 30ª rodada



cassio.jpg

Será uma grande surpresa se o Palmeiras não conseguir os três pontos nesta rodada. Desde 1971, o Ceará nunca conseguiu quando visitante derrotar a equipe paulista. Caso a vitória palmeirense seja confirmada neste sábado, algo inusitado será visto do domingo: o Corinthians vive sob intensa pressão e para acalmar sua torcida, tem de conseguir rapidamente uma vitória.

Favoritismos analisa o retrospecto histórico de cada confronto e o desempenho de cada equipe no bimestre, desde 31 de agosto, em todos os jogos oficiais para determinar quem chega em melhor momento nesta rodada do Brasileirão, sempre considerando o mando de campo. Apesar de os jogos do último dia de agosto serem considerados, o texto trata como “jogos a partir de setembro”, com o perdão do leitor e da leitora.

Em parceria com o economista Bruno Imaizumi, são apresentadas também as probabilidades de cada resultado com base em modelos estatísticos. A partir desta rodada, passam a ser analisadas mais de 51 mil finalizações cadastradas em 2.179 jogos pelo Espião Estatístico em Brasileirões desde 2014 e que nos permitiram, por exemplo, mostrar como vem sobrando no Brasileirão o atacante Gabigol (veja as explicações clicando aqui).

Obrigado pela leitura. Bom jogo.

Fortaleza x Atlético-MG >> Fortaleza.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

É a primeira vez que se enfrentam com este mando De 2006 para cá, pela Série A. Quando mandante nos últimos dois meses, o Fortaleza tem o nono desempenho (57%, 4V, 0E, 3D), com o 11º ataque mandante (8 gols, média 1,14) e a sétima defesa (5 gols, média 0,71). Fora de casa, o Atlético-MG tem o terceiro pior aproveitamento (8%, 0V, 2E, 6D), com o 12º ataque visitante (6 gols, média 0,75) e com a quarta pior defesa (14 gols, média 1,75). De setembro para cá, o Fortaleza é o décimo mandante por média de gols feitos com a bola viajando pelo alto. Foram 4 gols marcados em 7 jogos (média 0,57), 50% dos gols em casa. O Atlético-MG tomou 6 gols a partir de jogadas aéreas quando visitante em 8 jogos (média 0,75), quarta pior marca, 43% dos gols que levou quando visitante. Por outro lado, o Atlético-MG fez 2 gols usando a bola aérea fora de casa em 8 jogos (média 0,25), 15ª média entre os visitantes, 33% do total marcado fora de casa, enquanto o Fortaleza levou 4 gols por jogadas aéreas quando mandante em 7 jogos (média 0,57), 15ª média entre os mandantes, 80% do total nessas partidas. É considerável o potencial para o Fortaleza fazer gol em bola aérea porque o time tem metade de seus gols em casa assim, e o Atlético-MG vem apresentando uma enorme dificuldade para anular esse tipo de lance.

Palmeiras x Ceará >> Palmeiras.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Se comparados apenas os jogos válidos pela Série A de pontos corridos com 20 clubes, houve duas vitórias do Palmeiras (78%), um empate e nenhuma vitória do Ceará (11%) em três jogos. Quando visitante, Ceará nunca venceu o Palmeiras em Brasileirões desde 1971 em 8 jogos (6 vitórias do Palmeiras e 2 empates). Nos últimos dois meses, o Palmeiras tem o segundo melhor desempenho mandante (90%, 6V, 1E, 0D), com o melhor ataque (16 gols, média 2,29) e a terceira melhor defesa (3 gols, média 0,43). No último bimestre, o Ceará tem o quarto pior desempenho visitante (19%, 1V, 1E, 5D), com o sexto ataque (7 gols, média 1,00) e a 14ª defesa visitante (11 gols, média 1,57). Em casa desde setembro, o Palmeiras é o melhor mandante se considerada a média de gols pró com jogadas aéreas. Houve 7 gols em 7 partidas (média 1,00), 44% dos gols em casa. O Ceará levou 7 gols em jogadas aéreas fora de casa em 7 jogos (média 1,00), segunda pior marca, 64% dos gols que levou quando visitanteJá o Ceará marcou 5 gols fazendo a bola viajar pelo alto como visitante em 7 jogos (média 0,71), terceira melhor média entre os visitantes, 71% do total marcado fora de casa, enquanto o Palmeiras sofreu 1 gol aéreos quando mandante em 7 jogos (média 0,14), quinta melhor marca entre os mandantes, 33% do total nesses jogos. É muito grande a probabilidade de o Palmeiras fazer gol a partir de jogada aérea nesta partida devido a esse encaixe de ataque que sabe usar o jogo pelo alto e defesa com dificuldades para anulá-las.

Fluminense x Vasco >> Vasco.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Este confronto no Brasileirão com 20 equipes teve uma vitória do Fluminense (17%), dois empates e sete vitórias do Vasco (77%) em dez jogos. Frente à sua torcida, de setembro em diante, o Fluminense tem o 11º aproveitamento (52%, 3V, 2E, 2D), com o 11º ataque (8 gols, média 1,14) e a 11ª defesa mandantes (6 gols, média 0,86). O Vasco tem o terceiro melhor aproveitamento visitante, (52%, 3V, 2E, 2D), com o décimo ataque visitante (6 gols, média 0,86) e a segunda melhor defesa visitante (5 gols, média 0,71). Nesse bimestre, o Fluminense é o quarto pior mandante consideradas as médias de gols a partir de jogadas aéreas. Fez 2 gols em 7 jogos (média 0,29), 25% dos gols feitos quando mandante. O Vasco sofreu 2 gols quando visitante com a bola viajando pelo alto em 7 jogos (média 0,29), terceira melhor marca, 40% dos gols que levou quando visitante. O visitante Vasco conseguiu 4 gols após a bola viajar pelo alto fora de casa em 7 jogos (média 0,57), quarta melhor desempenho entre os visitantes, 67% do total feito fora de casa, enquanto o Fluminense tomou 3 gols após a bola viajar pelo alto em casa em 7 jogos (média 0,43), nona desempenho entre os mandantes, 50% dos gols que permitiu quando mandante. A qualidade das finalizações do Fluminense vem sendo maior que as do Vasco, por isso a probabilidade matemática de vitória pesa a seu favor. Mas o entrosamento da defesa vascaína, o potencial de seu ataque no jogo aéreo e o desempenho histórico do Vasco mesmo quando o Fluminense tem o mando de jogo não podem ser ignorados. A histórica mostra que o Vasco coloca energia extra em campo quando enfrenta o Fluminense.

Chapecoense x São Paulo >> São Paulo.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Com o mando, desde 2006 foram três vitórias da Chapecoense (67%), um empate e uma vitória do São Paulo (27%) em cinco jogos. No último bimestre, a Chapecoense tem o pior desempenho mandante (11%, 0V, 2E, 4D), com o terceiro pior ataque (4 gols, média 0,67) e a quinta pior defesa (8 gols, média 1,33). Por sua vez, fora de casa o São Paulo tem o 13º aproveitamento (28%, 1V, 2E, 3D), com o segundo pior ataque visitante (2 gols, média 0,33), mas a quinta melhor defesa (6 gols, média 1,00). Desde setembro, a Chapecoense é o 13º mandante em média de gols feitos a partir de jogadas aéreas. Fez 3 gols em 6 jogos (média 0,50), 75% do total de gols marcados em casa. O São Paulo levou 3 gols quando visitante por uma jogada aérea em 6 jogos (média 0,50), nona marca, 50% dos gols que levou quando visitante. Por sua vez São Paulo anotou 1 gol a partir de jogadas aéreas quando visitante em 6 jogos (média 0,17), quarta pior média entre os visitantes, 50% do total marcado fora de casa, enquanto a Chapecoense levou 5 gols com a bola viajando pelo alto quando mandante em 6 jogos (média 0,83), quarta pior marca entre os mandantes, 63% dos gols que levou quando mandante.

Flamengo x Corinthians >> Flamengo.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Pela Série A nos pontos corridos desde 2006 foram sete vitórias do Flamengo (67%), três empates e duas vitórias do Corinthians (25%) em 12 jogos. De setembro em diante, o Flamengo tem o melhor desempenho mandante (92%, 7V, 1E, 0D), com o segundo melhor ataque (18 gols, média 2,25) e a melhor defesa mandantes (2 gols, média 0,25). Fora de casa, o Corinthians tem o 12º desempenho (29%, 1V, 3E, 3D), com o décimo ataque (6 gols, média 0,86) e a sétima defesa visitante (8 gols, média 1,14). Nos últimos dois meses, o Flamengo é o melhor mandante pela média de gols com de jogadas aéreas. Foram 8 gols marcados em 8 partidas (média 1,00), 44% dos gols em casa. O Corinthians tomou 2 gols fora de casa após a bola viajar pelo alto em 7 jogos (média 0,29), terceira melhor marca, 25% dos gols que levou quando visitante. Nesse período, o Corinthians conquistou 2 gols usando bolas pelo alto em 7 jogos (média 0,29), 11ª desempenho entre os visitantes, 33% do total marcado fora de casa, enquanto o Flamengo não levou gols por ataques aéreos quando mandante em 8 jogos. A bola aérea, principalmente, será um desafio para a defesa do Corinthians.

Grêmio x Internacional >> Grêmio.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

O retrospecto desse confronto pela Série A do Brasileirão desde 2006 mostra cinco vitórias do Grêmio (58%), seis empates e uma vitória do Internacional (25%) em 12 jogos. A última vitória do Internacional como visitante sobre o Grêmio em Brasileirões foi em 2006 (0 a 1). Em casa, de setembro para cá, o Grêmio tem o sexto desempenho (67%, 4V, 2E, 1D), com o terceiro melhor ataque mandante (15 gols, média 2,14) e a quinta melhor defesa (4 gols, média 0,57). Fora de casa, o Internacional tem o sétimo aproveitamento (48%, 3V, 1E, 3D), com o quarto melhor ataque (10 gols, média 1,43) e a décima defesa visitante (9 gols, média 1,29). No bimestre, o Grêmio é o décimo mandante em média de gols marcados a partir de jogadas aéreas. Marcou 4 gols em 7 jogos (média 0,57), 27% dos gols como mandante nesse período. O Internacional sofreu 3 gols com o mandante usando a bola aérea em 7 jogos (média 0,43), sétima marca, 33% dos gols que levou quando visitante. Quando visitante, o Internacional fez 3 gols em jogadas aéreas fora de casa em 7 jogos (média 0,43), sétima marca entre os visitantes, 30% do total marcado fora de casa, enquanto o Grêmio sofreu 2 gols em jogadas aéreas com o mando de jogo em 7 jogos (média 0,29), sétima marca entre os mandantes, 50% dos gols tomados com o mando de jogo.

Athletico-PR x CSA >> Athletico-PR.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

É a primeira vez que se enfrentam pela Série A com este mando. Nos últimos dois meses, o Athletico-PR tem o oitavo aproveitamento (63%, 5V, 2E, 2D), com o sexto ataque (14 gols, média 1,56) e a oitava defesa mandantes (7 gols, média 0,78). Considerados apenas os visitantes, o CSA tem o segundo pior desempenho visitante (5%, 0V, 1E, 6D), com o 15º ataque (4 gols, média 0,57) e com a segunda pior defesa (14 gols, média 2,00). Nos jogos realizados desde setembro, o Athletico-PR é o sexto mandante em gols com jogadas aéreas pela média. Houve 6 gols marcados em 9 jogos (média 0,67), 43% dos gols em casa. O CSA levou 8 gols como visitante com o adversário fazendo a bola viajar pelo alto em 7 jogos (média 1,14), pior marca, 57% dos gols que levou quando visitante. O CSA marcou 1 gol aéreo quando visitante em 7 jogos (média 0,14), segunda pior média entre os visitantes, 25% do total marcado fora de casa, enquanto o Athletico-PR levou 1 gol a partir de jogadas aéreas quando mandante em 9 jogos (média 0,11), quarta melhor desempenho entre os mandantes, 14% dos que levou nessas partidas. É grande a chance de o Athletico-PR fazer gol em jogada aérea nessa partida.

Cruzeiro x Bahia >> Cruzeiro.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Considerados apenas os jogos com esse mando nos pontos corridos de 2006 em diante, na Série A foram quatro vitórias do Cruzeiro (72%), um empate e uma vitória do Bahia (22%) em seis jogos. Entre os mandantes, de setembro para cá, o Cruzeiro tem o 15º aproveitamento (43%, 2V, 3E, 2D), com o quinto pior ataque (6 gols, média 0,86) e a 14ª defesa mandantes (8 gols, média 1,14). Já o Bahia tem o quinto melhor aproveitamento visitante (50%, 3V, 0E, 3D), com o sexto ataque visitante (6 gols, média 1,00) e com a quarta melhor defesa visitante (5 gols, média 0,83). De setembro em diante, o Cruzeiro é o terceiro pior mandante na média de gols em jogadas aéreas. Marcou 1 gol em 7 partidas (média 0,14), 17% dos gols feitos quando mandante. O Bahia sofreu 1 gol fora de casa com o adversário usando a bola aérea em 6 jogos (média 0,17), segunda melhor marca, 20% dos gols que levou quando visitante. Nos últimos dois meses, o Bahia conseguiu 3 gols com a bola viajando pelo alto quando visitante em 6 jogos (média 0,50), sexta marca entre os visitantes, 50% do total conquistado fora de casa, enquanto o Cruzeiro tomou 3 gols em casa com o adversário usando a bola aérea em 7 jogos (média 0,43), nona marca entre os mandantes, 38% do total. Nos últimos dois meses, independentemente do mando, os jogos de Bahia e Cruzeiro tiveram 12 pênaltis marcados. O Bahia cometeu três e teve quatro a seu favor. O Cruzeiro cometeu um e teve quatro a seu favor. Não será surpresa se houver um pênalti na partida, principalmente a favor do Cruzeiro. É preciso dizer que é difícil fazer gol no Bahia se não for de pênalti: dos cinco gols que levou no bimestre fora de casa, três foram de pênalti. Ainda assim, o Cruzeiro vive um momento de melhora de desempenho, enquanto o Bahia vem encontrando dificuldades.

Santos x Botafogo >> Santos.

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 — Foto: Espião Estatístico

Na história dos pontos corridos com 20 equipes, desde 2006, foram cinco vitórias do Santos (56%), cinco empates e duas vitórias do Botafogo (31%) em 12 jogos. Considerados apenas os jogos dos mandantes da Série A realizados a partir de setembro, o Santos tem o quarto melhor desempenho mandante (72%, 4V, 1E, 1D), com o sétimo ataque (8 gols, média 1,33) e a décima defesa mandantes (5 gols, média 0,83). O Botafogo tem o segundo pior aproveitamento (5%, 0V, 1E, 6D), com o quarto pior ataque visitante (3 gols, média 0,43) e a quinta pior defesa visitante (12 gols, média 1,71). Entre os mandantes, nos últimos dois meses, o Santos é o sexto mandante na média de gols feitos após a bola viajar pelo alto. Foram 4 gols em 6 jogos (média 0,67), 50% dos gols como mandante nesse período. O Botafogo sofreu 2 gols quando visitante após sofrer um ataque aéreo 7 jogos (média 0,29), terceira melhor marca, 17% dos gols que levou quando visitante. No bimestre, o Botafogo anotou 3 gols em jogadas aéreas quando visitante em 7 jogos (média 0,43), sétima marca entre os visitantes, 100% do total marcado fora de casa, enquanto o Santos não levou gols com jogadas de bola aérea em casa em 6 jogos. O posicionamento da defesa do Santos para neutralizar o jogo aéreo é um complicador para o ataque do Botafogo, que só tem feito gol assim quando visitante.

Goiás x Avaí >> Goiás.

Favoritismos #30 Goiás x Avaí — Foto: Espião Estatístico

Favoritismos #30 Goiás x Avaí — Foto: Espião Estatístico

Em jogos pela Série A do Brasileiro, desde 2006, houve uma vitória do Goiás (33%), nenhum empate e duas vitórias do Avaí (67%) em três jogos. Nas partidas disputadas no último bimestre, como mandante o Goiás tem o quinto melhor desempenho (71%, 5V, 2E, 1D), com o quarto melhor ataque mandante (15 gols, média 1,88) e a 12ª defesa (8 gols, média 1,00). Quando atuou como visitante, o Avaí tem o décimo desempenho (33%, 2V, 0E, 4D), com o 14º ataque (4 gols, média 0,67) e a terceira pior defesa visitante (11 gols, média 1,83). Nos últimos dois meses, o Goiás é o terceiro melhor mandante na média de gols feitos em jogadas aéreas. Conseguiu 7 gols em 8 jogos (média 0,88), 47% do total de gols marcados em casa. O Avaí tomou 5 gols aéreos quando visitante em 6 jogos (média 0,83), terceira pior marca, 45% dos gols que levou quando visitante. O Avaí conquistou 1 gol por jogadas aéreas quando visitante em 6 jogos (média 0,17), quarta pior média entre os visitantes, 25% do total marcado fora de casa, enquanto o Goiás levou 4 gols quando mandante com o adversário fazendo a bola viajar pelo alto em 8 jogos (média 0,50), 12ª média entre os mandantes, 50% dos gols sofridos em casa. É de se esperar por gol aéreo do Goiás nessa partida.

*A equipe do Espião Estatístico é formada por: Guilherme Maniaudet, Guilherme Marçal, Leandro Silva, Roberto Maleson, Roberto Teixeira, Valmir Storti e Vitória Azevedo. (Globo Esporte)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
izmir escort izmir escort izmir escort izmir escort denizli escort antalya escort antalya escort antalya escort antalya escort ankara escort izmir escort izmir escort
scroll to top