Cuiabá - MT | Terca-Feira, 15 de Junho de 2021

Ex-genro que matou filha e marido em Mato Grosso era considerado agressivo

Ex-genro que matou filha e marido em Mato Grosso era considerado agressivo

Cristiane da Silva Belém, de 35 anos, mãe de uma adolescente de 17 anos morta pelo ex-namorado em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, contou como pai e filha morreram, no dia 6 de setembro deste ano. Luiz Felipe da Silva Alves, de 24 anos, suspeito de cometer o duplo assassinato está foragido.

De acordo com Cristiane, ela, Amanda Gabrielyy da Silva Belém, de 17 anos, o sogro e a filha mais nova de 4 anos, estavam na casa onde a família morava em uma região de chácaras, quando o suspeito chegou armado.

Ela escutou o sogro gritar e achou que ele estivesse pedindo para que Cristiane fosse até ele, mas ele estaria alertando para que ela fugisse. Entretanto, ela foi onde o sogro e as filhas estavam e se deparou com a cena.

Luiz havia rendido Amanda e a adolescente estava pedindo para que ele não fizesse nada com a família. Segundo Cristiane, quando ela chegou, o suspeito atirou na cabeça da filha. Depois fez um disparo contra ela. Posteriormente, ficou revezando tiros em Amanda e na mãe, até que Cristiane desmaiou.

Pouco depois, segundo outras testemunhas, o pai de Amanda, Jefetter de Jesus Belém, de 37, que havia saído para comprar carne, chegou no local e foi alvejado assim que foi visto por Luiz. Na sequência, o suspeito fugiu em uma motocicleta. Desde então, é procurado pela polícia.

Polícia Militar divulgou fotos das vítimas: Cristiane, Jeffeter e Gabrielly — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Polícia Militar divulgou fotos das vítimas: Cristiane, Jeffeter e Gabrielly — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Nova vida

Cristiane e a filha de 4 anos não estão morando em Mato Grosso, elas teriam se refugiado em outra região do país. Segundo ela, a filha menor ainda está emocionalmente abalada e tem recebido acompanhamento psicológico.

“Desde que tudo aconteceu, ela não consegue dormir. Ela tem medo e costuma ter pesadelos. Aí ela diz: ‘eu não quero sonhar com o Luiz, mamãe, não quero'”, contou Cristiane.

Motivação

O crime teria sido cometido porque Luiz não aceitava do fim do relacionamento com Amanda. A adolescente também teria registrado boletim de ocorrência por estupro contra o ex-namorado. Cristiane disse que o ex-genro era agressivo.

Prisão de comparsa

No dia 14 deste mês, a polícia prendeu um homem suspeito de ter participado do duplo homicídio. Joilson da Guia Gonçalves foi preso em Diamantino, a 299 km de Cuiabá.