Cuiabá - MT | Terca-Feira, 15 de Junho de 2021

Ex-presidente da Câmara de Várzea Grande é condenado a devolver dinheiro aos cofres públicos

Ex-presidente da Câmara de Várzea Grande é condenado a devolver dinheiro aos cofres públicos

O ex-presidente da Câmara de Várzea Grande, vereador Calistro Lemes do Nascimento – conhecido como Jânio Calistro (MDB), por determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), será obrigado a  devolver o valor de R$ 35.407,53 para os cofres do Poder Legislativo Municipal.

Os Embargos de Declaração interpostos pela Câmara de Várzea Grande em face do Acórdão nº 232/2019 foram parcialmente acolhidos pelo Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso apenas para ampliar de 60 para 180 dias o prazo para que o Legislativo promova a revisão, atualização e consolidação das leis que tratam dos servidores efetivos e comissionados. Também para incluir a data base para início da contagem da correção do valor que deve ser restituído aos cofres públicos municipais.

Na sessão ordinária de 22/10, o Tribunal Pleno acompanhou voto do relator dos Embargos (Processo nº 105783/2016), conselheiro interino João Batista Camargo, que reconheceu a existência de omissão no Acórdão 232/2019–TP, que não indicou o índice de correção monetária.

Dessa forma, no texto ficou definido que a restituição aos cofres públicos municipais do valor de R$ 35.407,53, pelo ex-gestor Calistro Lemes do Nascimento, deverá ser devidamente corrigido a partir de 6/12/2016 até a data do pagamento, consoante estabelecido na Resolução Normativa nº 2/2013 TCE/MT, em virtude do recebimento de verba indenizatória de gabinete no período de setembro a dezembro de 2016, em flagrante transgressão à determinação contida no Acórdão nº 471/2016 – TP.