Cuiabá - MT | Quinta-Feira, 17 de Junho de 2021

Sobrevivente de queda de prédio em Fortaleza enviou selfie sob escombros para familiares

Sobrevivente de queda de prédio em Fortaleza enviou selfie sob escombros para familiares

O estudante de arquitetura, Davi Sampaio, enviou uma selfie aos familiares enquanto estava preso sob os escombros do prédio que desabou em Fortaleza nesta terça-feira (15). A imagem foi enviada a um grupo da família do estudante no WhatsApp.

O governador Camilo Santana havia afirmado no fim da tarde desta terça-feira que não havia até aquele momento nenhuma morte confirmada, diferentemente do que havia sido informado pelos bombeiros mais cedo. Não foi esclarecida a razão da divergência. Somente por volta das 23h55, foi confirmada a morte de Frederick Santana dos Santos, 30, que estava em um mercadinho vizinho ao prédio e atingido pelos escombros.

Morador do primeiro andar, Davi Sampaio foi a oitava pessoa resgatada com vida dos escombros do edifício Andrea, no Bairro Dionísio Torres, área nobre de Fortaleza. Ele foi atendido em um hospital particular de Fortaleza, passou por exames de tomografia e passa bem.

Um amigo de Davi, que pediu para não ser identificado, recebeu mensagem dele pelo WhatsApp enquanto o estudante estava abaixo dos escombros.

Davi Sampaio, que foi resgatado de prédio em Fortaleza, enviou foto para tranquilizar a família — Foto: Reprodução

Ainda segundo o amigo, Davi Sampaio afirmou que estava bem para tranquilizar a família. “Ele foi logo me falando que ele estava bem que só tinha sofrido arranhões”, diz.

O estudante de arquitetura foi levado ao Hospital Otoclínica, junto com outro ferido no desabamento, que não foi identificado. “A direção clínica do hospital informa que os pacientes foram atendidos por uma equipe médica da multiemergência, passaram por exames complementares e seguem em observação”, afirmou a instituição, em nota.

Davi Sampaio é resgatado pelo Corpo de Bombeiros após enviar selfie a familiares de debaixo dos escombros — Foto: Gustavo Pellizzon/G1

Segundo o Corpo de Bombeiros, nove pessoas foram resgatadas com vida, e até as 18h outras nove eram consideradas desaparecidas, de acordo com informações dos familiares.