Cuiabá - MT | Terca-Feira, 15 de Junho de 2021

Investigadores são presos por extorquirem empresário

Investigadores são presos por extorquirem empresário

Dois investigadores da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derfva), foram presos por extorquirem um empresário do ramo de auto peças em Várzea Grande, na tarde de terça-feira (15).

Os investigadores foram identificados como Juracy Campos de Aguiar, 49 anos, e Leonel Virgolino Pacheco, 41 anos.

Segundo o boletim de ocorrência, os investigadores da Corregedoria da Polícia Civil receberam uma denúncia anônima por telefone, na última sexta-feira (11), relatando que dois policiais civis teriam ido à auto elétrica exigir dinheiro para o dono do estabelecimento.

A vítima relatou que foi procurado por dois policiais civis em sua oficina no dia 07 de outubro exigindo a quantia de R$ 30 mil para não apreenderam o caminhão do empresário, pois segundo os suspeitos, o veículo estava com a cabine irregular.

Como não tinha a quantia exigida pela dupla, a vítima negociou dizendo que só poderia pagar R$ 5 mil, sendo R$ 3 mil naquele momento e mais R$ 2 mil na semana seguinte, os policiais aceitaram a forma de pagamento.

O proprietário da auto elétrica seguiu as orientações e combinou de entregar o dinheiro aos investigadores nesta terça-feira, às 15 horas, em um posto de combustível em Várzea Grande.

Os corregedores se aproximaram do local combinado entre a vítima e os suspeitos e ficaram acompanhando as ações.

Logo depois, os suspeitos chegaram em um veículo VW Gol e a vítima foi ao encontro deles e repassou o valor de R$ 2 mil.

Após pegarem o dinheiro, os policiais se deslocaram sentido Cuiabá, sendo seguidos pela equipe de corregedores e uma equipe do Grupo de Operações especiais (GOE).

Os dois investigadores foram abordados e localizados com eles a quantia de R$ 3.113,00. sendo que R$ 1.559,00 estava na carteira de Juracy, e R$ 1.554,00 no bolso de Leonel que ainda tentou esconder seu celular embaixo do banco.

Os investigadores foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande, com o material apreendido no veículo. O caso será investigado pela corregedoria.