Cuiabá - MT | Sábado, 12 de Junho de 2021

Câmara de Cuiabá recebe 3º pedido de cassação de Abilinho

Câmara de Cuiabá recebe 3º pedido de cassação de Abilinho

A Câmara de vereadores de Cuiabá recebeu mais um pedido de cassação do mandato de Abílio Júnior , Abilinho (PSC) desta vez o pedido partiu do Diretor do Hospital Municipal São Benedito, Oséas Machado, protocolou junto à Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá pedido de cassação do mandato do vereador  por quebra de decoro e a consequente inelegibilidade.

No pedido de cassação, Oséas ainda elenca episódios em que Abílio ofendeu pelo menos 11 colegas vereadores em plenário, nas redes sociais e em entrevistas a diversos veículos de comunicação, além de fazer acusações sem provas e atacar a imagem do Legislativo Cuiabano. A peça conta com diversos anexos para comprovar as denúncias.

O primeiro pedido de cassação foi protocolado pelo Sindicato dos Agentes de Fiscalização do Município de Cuiabá (SINDASFIMC) após Abilinho tentar invadir a casa do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) em maio deste ano.

O segundo pedido partiu do secretário municipal de Ordem Pública, coronel Leovaldo Sales, por causa de outro episódio protagonizado pelo vereador em dezembro de 2018 na inauguração de uma parte do Hospital Municipal de Cuiabá, conhecido também como novo Pronto-Socorro. Na época, ele gravou vídeos, fez escândalos e alegou que a obra estava sendo inaugurada pela metade, sem ser concluída na parte física.

Não são poucos os vereadores que tem dificuldade de relacionamento com Abilinho e tem se irritado constantemente  com seus deboches durantes as sessões e suas publicações em redes sociais.

Após o novo pedido de cassação Abilinho ironizou em seu perfil do Instagram dizendo que já pode pedir até música.

O pedido de cassação já está sob responsabilidade do vereador Toninho de Souza, presidente da Comissão de Ética. A peça está sendo analisada pela Procuradoria da Câmara.