Cuiabá - MT | Terca-Feira, 15 de Junho de 2021

Botelho cobra respeito da Energia a MT e confirma CPI para investigar atuação

Botelho cobra respeito da Energia a MT e confirma CPI para investigar atuação

O  presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual   Eduardo Botelho (DEM), cobrou respeito da Energisa, concessionária da distribuição de energia elétrica, para com a população de Mato Grosso. Botelho abriu o plenário das deliberações Renê Barbou para a sociedade debater diversas irregularidades e aumento nas tarifas da energia elétrica, no Estado. Sem contar que a concessionária estaria devendo R$ 800  milhões, em impostos, taxas e multas estaduais.

O parlamentar do DEM observou que existem enumeras reclamações relacionadas ao atendimento e até mesmo de sobre abusos, nos valores, sem que haja qualquer revisão – o que é direito líquido e certo dos consumidores. Ele confirmou que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa começa suas atividades em poucos dias.

Botelho subiu o tom de voz ao cobrar do presidente da Energisa, Riberto José Barbanera, um posicionamento da empresa diante de tantas reclamações. “Aqui em Mato Grosso nós não vamos aceitar qualquer descaso com nosso povo. E iremos até as ultimas consequências para defender nossa população”, disparou Botelho.

O presidente da Energisa admitiu que existem ainda muitas falhas no atendimento e  até mesmo do ponto de vista operacional da empresa. Contudo, negou que haja desrespeito.
Riberto  Barbanera  disse também que a Energisa vem fazendo diversos investimentos tanto no seu call center, quanto na equipe de atendimento, e na distribuição de energia. Ele recordou que,   desde que a concessionária assumiu em Mato Grosso,  inúmeros investimentos estão sendo feito, coisa que não fizeram no passado, relacionados às linhas de transmissão, por exemplo. Ele lembrou que, no passado, não existia nenhum investimento sequer, mas  garantiu que os benefícios irão chegar a toda a população, apesar da lentidão.

Botelho observou que a CPI da Energisa, que está sendo instalada na casa de leis, servirá para que no mínimo o serviço e o atendimento possam melhorar em todo Estado, diminuindo o sofrimento da população, diante do alto custo dos serviços prestados pela concessionária.