CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT


Muriel se agiganta, Fluminense vence o Bahia e respira contra o Z-4



Inserido em: 12/10/2019 20:10:48

flu-1.jpg

O Maracanã viu duas bolas na rede na noite deste sábado e comemoração do Fluminense: com gols de Nenê e Danielzinho, o Tricolor de Marcão fez 2 a 0 no Bahia, somou três pontos e respirou na luta contra o Z-4. O roteiro, porém, só terminou feliz para os donos da casa graças ao belo desempenho de Muriel, que parou o ataque de Roger Machado e garantiu a festa.

O JOGO

O Fluminense chamou a responsabilidade no primeiro tempo. Após susto logo no primeiro minuto, com Élber desperdiçando chance inacreditável para o Bahia, o Tricolor comandou as principais ações e construiu uma boa vantagem com Nenê, em pênalti sofrido por Yony, e Danielzinho, aproveitando sobra de finalização de João Pedro, que explodiu no travessão.

Fluminense e Bahia fizeram um jogo intenso no Maracanã

Fluminense e Bahia fizeram um jogo intenso no Maracanã (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

Roger voltou com duas mudanças no Bahia: Arthur Caíke e Lucca nas vagas de Guerra e Ronaldo. O resultado foi imediato. Pressão dos visitantes desde os primeiros minutos. A partir daí, o jogo ganhou nome: Muriel. O goleiro cresceu, fez várias defesas importantes e ainda viu Gilberto salvar em cima da linha quando não conseguiu parar finalização de Lucca.

FASE RUIM

Roger Machado certamente não terá um fim de semana tranquilo. O Bahia acumulou o terceiro jogo sem vitória – duas derrotas e um empate. A equipe, que busca um lugar no G-6, fica estacionada com 38 pontos e pode ver os rivais se desprenderem ao fim da 25ª rodada.

Lucas Fonseca e Nino se cumprimentam antes do jogo

Lucas Fonseca e Nino se cumprimentam antes do jogo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

O CARA

“É o melhor goleiro do Brasil”. Foi esse o coro no Maracanã ao apito final de Heber Roberto Lopes. Em ótimo momento, Muriel fez mais uma partida de destaque. Ao menos três grandes defesas, segurança nas saídas e mais participação com os pés – mesmo com dose de emoção em alguns momentos.

(Globo Esporte)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top