Cuiabá - MT | Terca-Feira, 15 de Junho de 2021

Obesidade infantil requer atenção dos pais durante todo ano

Obesidade infantil requer atenção dos pais durante todo ano

Hábitos saudáveis começam dentro de casa; datas comemorativas podem ser pontapé inicial

Família reunida à mesa para o almoço é uma cena cada vez mais rara no Brasil. Os hábitos do brasileiro mudaram e se nas décadas de 1970 e 1980 a reunião para uma refeição era um evento comum, atualmente a correria, o trabalho e, por consequência, a alimentação tiveram que se adequar a esse novo modelo de vida “corrido”.

No lugar de uma comida com qualidade, preparada com mais tempo, entraram alimentos processados ou ultraprocessados. Pesquisas realizadas pela revista científica The Lancet indicam que a taxa de obesidade em crianças disparou nos últimos 41 anos. Sem uma mudança de hábitos, em menos de uma década, a obesidade pode atingir 11,3 milhões de crianças no Brasil.

“Talvez essa mudança de hábito, na verdade, seja um resgaste do passado. Dedicar um tempo para realizar as refeições, ser o exemplo para os filhos, colocar na mesa alimentos ‘de verdade’, como legumes, verduras e cereais pode começar a mudar esse cenário. Em datas comemorativas, como o Dia das Crianças, os pais podem apresentar novidades na mesa. Substituir uma fritura ou um macarrão instantâneo por uma massa caseira ou alimento assado, cozido ou grelhado, por exemplo”, diz a nutricionista Iara Gamboa de Oliveira, da rede de supermercados mato-grossenses Casa Aurora.

A mudança na rotina alimentar é, de fato, o fator mais relevante quando se fala em obesidade. Ainda conforme a revista científica, a principal razão para o aumento de peso nos jovens é o consumo de alimentos ricos em açúcar e gordura, principalmente os industrializados. No Brasil, o Ministério da Saúde apenas confirma o estudo da revista The Lancet.

Conforme o órgão brasileiro, crianças acima do peso possuem 75% mais chance de serem adolescentes obesos e adolescentes obesos têm 89% de chance de serem adultos obesos. Pesquisas do Ministério da Saúde indicam que 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas e 18,9% dos adultos estão acima do peso

“Exatamente por isso, para não se transformar numa epidemia e ter reflexo durante toda uma vida, é que os pais podem e devem começar essa mudança alimentar. Pode ser complicado, mas a dica é ir inserido produtos saudáveis aos poucos, em uma refeição por vez. Aos pouquinhos, pode-se mudar hábitos e transformar vidas”, completa Iara Gamboa de Oliveira.

Algumas dicas 

A nutricionista da Casa Aurora lembra que alimentos saudáveis podem ser encontrados em todas as lojas da rede e ainda dá algumas dicas de como os pais podem começar a inserir hábitos saudáveis em casa.

1 – Dê o exemplo: não apenas ensine as crianças a comerem alimentos mais saudáveis, mas também dê o exemplo comendo estes alimentos.

2 – Faça da refeição um momento especial: dedique um tempo para comer com seus filhos, por mais que a rotina seja corrida, alguns minutos são essenciais para o desenvolvimento deles.

3 – Colorido no prato: tente fazer do prato uma verdadeira visita a um mundo de variedades e cores.

4 – Deixe os pequenos participarem: incentivar que os filhos ajudem no preparo de uma refeição pode ser, também, um incentivador importante para que eles entendam todo o processo e apreciem o momento da refeição.

Casa Aurora 

 A rede de supermercados possui cinco unidades no Norte de Mato Grosso, sendo dois em Sinop, um em Matupá, um em Sorriso e um em Guarantã do Norte. Mais informações: https://casaaurora.com.br ou instagram.com/casaaurorasupermercados.