CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT


O hábito da vovó


*WÂNIA MONTEIRO ARRUDA
Inserido em: 08/10/2019 07:32:32

Wania-Monteiro-é-doutora-NUTRICIONISTA.jpg

Doutora Wania Monteiro, nutricionista

Vocês lembram como nossos avós cozinhavam feijão? Eles costumavam deixar de molho na água de um dia para o outro.

Atualmente com a adoção das panelas de pressão e a redução do tempo par o preparo dos alimentos, essa prática não é mais utilizada.

Leia Também:

-Viver feliz, alegre, disposto, isento de doenças tem a ver com alimentação????

-Frutas engordam?????

–Ciclo circadiano
-É melhor usar suplementos alimentares ou consumir os alimentos?
-O que funciona? Jejum – cortar calorias – Lou Carb – Paleolítica
-Aumentar o consumo de gordura ( higt fat) é uma boa estratégia para emagrecer ???  

-O poder da mastigação

-Praticantes de atividade física X Alimentação

Mas, de acordo com as pesquisas cientificas recentes de Técnica Dietética, esse remolho é muito benéfico, pois torna o cozimento mais rápido como também mudanças na composição química das sementes e grãos aumentando a liberação dos seus nutrientes.

Por exemplo, no arroz integral e na quinoa, ocorre a modificação de seu perfil de amidos pela ação enzimática, deixado os grãos mais encorpados, macios e adocicados.

Essa germinação melhora a biodisponibilidade de nutrientes que são encontrados em maior quantidade do que no arroz e na quinoa feitos na hora sem remolho.

Em uma pesquisa científica de 2011 os autores acharam os benefícios de prevenir dores de cabeça, funcionamento normal do intestino, melhora na digestão com a diminuição de flatulência e estufamento abdominal, prevenindo o câncer de cólon e doenças cardíacas, regulando os níveis  de açúcares  no sangue e melhorando a saúde mental.

Em caso dos feijões ou outras leguminosas, quando se faz o remolho de 12 a 24 horas, além de acelerar o cozimento, é possível eliminar ou dissolver alguns componentes anti-nutricionais dos grãos, entre eles os fitatos , taninos e ologissacarídeos não digeríveis formadores de gazes e empachamento.

Deve-se deixar de molho e depois jogar essa água fora e cozinhar em água nova. É nessa água que se encontram compostos que causam flatulência e diminuem a absorção dos minerais e das proteínas presentes na alimentação diária. Não se esqueça de deixar de molho em uma vasilha de vidro e tampada.

*WÂNIA MONTEIRO ARRUDA   é doutora e nutricionista em Cuiabá. 
CONTATO: wanianutricionista@gmail.com  —  —  —  www.facebook.com/waniamonteiroa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top