Cuiabá - MT | Quinta-Feira, 21 de Outubro de 2021

Após doping, Rafaela volta ao Circuito Mundial e leva o bronze no Grand Slam

Após doping, Rafaela volta ao Circuito Mundial e leva o bronze no Grand Slam

Menos de um mês depois de ser flagrada no exame antidoping e perder a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, a campeã olímpica e mundial Rafaela Silva voltou a competir no Circuito Mundial de judô. Neste domingo, a carioca de 27 anos ficou com o bronze no Grand Slam de Brasília, depois de ser surpreendida na semifinal ao perder para a jovem brasileira Katelyn Nascimento, de 21 anos. Na decisão do terceiro lugar, bateu a portuguesa Telma Monteiro para confirmar o lugar no pódio da categoria leve (57kg). O Brasil fechou o primeiro dia do torneio com nove medalhas: dois ouros, quatro pratas e três bronzes.

No fim de setembro, Rafaela já havia lutado o Grand Prix de clubes pelo Instituto Reação. A campeã olímpica tenta provar sua inocência e se defende contra o uso de fenoterol, substância encontrada em seu exame, mas como ela consta lista da Agência Mundia Antidoping (Wada), não prevê suspensão preventiva.

– Eu gosto muito de competir no Brasil. Todas as vezes que luto aqui tenho chegado ao pódio. A torcida leva, ajuda. Só tenho a agradecer e torcer para que tenhamos mais competições no Brasil. A gente sempre fica cansada depois de uma competição forte como essa. Mas é melhor ficar cansada com uma medalha no peito do que sem. Essa medalha de bronze foi batalhada, muitos atletas de alto nível. Agora tenho os Jogos Militares na China – disse Rafaela.

Dois ouros para o Brasil

Allan Kuwabara é apenas o sétimo brasileiro mais bem colocado no ranking mundial dos ligeiros (60kg) – atual 202 do mundo. No entanto, roubou a cena e ficou com o ouro em Brasília. Aos 27 anos, passou pelo campeão mundial junior Francisco Garrigos, da Espanha, e pelo russo campeão europeu Islam Yashuev para chegar à final contra o compatriota Eric Takabatake, número 1 do país e 11 do mundo na categoria. O combate foi duro, decidido no golden score, com um belo ippon de contra-ataque. Ouro e prata para o Brasil.

A segunda medalha de ouro do país saiu com Daniel Cargnin. Titular da seleção brasileira, o gaúcho de 21 anos, campeão mundial junior em 2017, venceu quatro lutas por ippon até chegar à final. Do outro lado, o italiano Manuel Lombardo, que ganhou moral ao bater o russo campeão olímpico Beslan Mudranov. O judoca da Sogipa não se intimidou e conseguiu um wazari para ficar com o título diante da torcida brasiliense.

Outras medalhas

Depois de surpreender a campeã olímpica e mundial Rafaela Silva na semifinal do peso-leve (57kg), Ketelyn Nascimento, de apenas 21 anos, tentava sua primeira medalha na estreia em Grand Slams. Mas a menina não resistiu à britânica Nekoda Smythe-Davis na final e teve que se contentar com a prata. Ketelyn participa da segunda edição do reality Ippon, do Esporte Espetacular.

Gabriela Chibana perdeu a final do ligeiro feminino (48kg) para a portuguesa Catarina Costa e ficou com a prata. Assim como Larissa Pimenta, que não resistiu ao estrangulamento da italiana Odette Giuffrida, medalha de prata na Olimpíada do Rio, e terminou com o segundo lugar no meio-leve. Eleudis Valentim também completou o pódio com o bronze.

Atleta do Pinheiros, William Lima mostrou personalidade e derrotou o russo Abdula Abdulzhalilov na disputa do bronze para garantir um lugar no pódio na categoria meio-leve masculina (66kg) – vencida pelo brasileiro Daniel Cargnin.

Resultados #dia1

Ligeiro feminino (48kg)
🥇Catarina Costa (POR)
🥈Gabriela Chibana (BRA)
🥉Shira Rishony (ISR)
🥉Laura Martinez Abelenda (ESP)

Ligeiro masculino (60kg)
🥇Allan Kuwabara (BRA)
🥈Eric Takabatake (BRA)
🥉Francisco Garrigos (ESP)
🥉Islam Yashuev (RUS)

Meio-leve feminino (52kg)
🥇Odette Giuffrida (ITA)
🥈Larissa Pimenta (BRA)
🥉Eleudis Valentim (BRA)
🥉Natsumi Tsunoda (JPN)

Meio-leve masculino (66kg)
🥇Daniel Cargnin (BRA)
🥈Manuel Lombardo (ITA)
🥉William Lima (BRA)
🥉Kilian Le Blouch (FRA)

Leve feminino (57kg)
🥇Nekoda Smythe-Davis (GBR)
🥈Ketelyn Nascimento (BRA)
🥉Rafaela Silva (BRA)
🥉Theresa Stoll (ALE)

Programação

Preliminares – 10h (de Brasília)
Finais – 16h

Segunda-feira
63kg – Alexia Castilhos, Ketleyn Quadros, Mariana Silva e Ryanne Lima
70kg – Maria Portela, Ellen Santana, Amanda Oliveira e Luana Carvalho
73kg – Marcelo Contini, Eduardo Katsuhiro Barbosa, David Lima e Jeferson Santos Jr
81kg – Eduardo Yudy, Victor Penalber, Guilherme Guimarães e Guilherme Schimidt

Terça-feira

78kg – Mayra Aguiar, Samanta Soares, Camila Ponce e Giovanna Fontes
+78kg – Maria Suelen Altheman, Beatriz Souza, Sibilla Faccholli e Luiza Cruz
90kg – Rafael Macedo, Eduardo Bettoni, Clayanderson Silva e Igor Morishigue
100kg – Rafael Buzacarini, Leonardo Gonçalves, André Humberto e Lucas Lima
+100kg – Rafael Silva, David Moura, Tiago Palmini e Juscelino Nascimento Jr (Teddy Riner – FRA)

(Globo Esporte)