Cuiabá - MT | Sábado, 08 de Maio de 2021

Botafogo-SP goleia Ponte e entra no G-4 da Série B

Botafogo-SP goleia Ponte e entra no G-4 da Série B

O Botafogo-SP se reabilitou em grande estilo na Série B do Campeonato Brasileiro. Com um primeiro tempo arrasador, o Pantera abriu 3 a 0 ainda antes do intervalo e voltou a vencer após dois jogos ao golear a Ponte Preta por 4 a 1 na manhã deste sábado, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela 26ª rodada. Marlon Freitas (duas vezes), Murilo Henrique e Dodô marcaram para os donos da casa, enquanto Roger, de pênalti, descontou para Macaca, que sofreu a pior derrota na competição quando tinha a chance de embalar.

SALTO NA TABELA

O resultado incontestável sobre um concorrente direto coloca o Bota provisoriamente no G-4. O time de Hemerson Maria chegou aos 39 pontos e pulou para a quarta colocação. Como o Coritiba, com 37, perdeu para o Paraná, o Pantera fechou a rodade dentro da zona de acesso. A Ponte, por sua vez, estacionou nos 35 pontos e perdeu três colocações, caindo para a 11ª. A distância para o G-4 também aumentou de três para quatro pontos.

PRÓXIMOS JOGOS

Os dois times já voltam a tempo na terça-feira. Novamente em casa, o Botafogo-SP tem pela frente o lanterna Figueirense, a partir das 19h15, para manter o embalo na Série B. Já a Ponte tentará reagir ao duro golpe de hoje contra o Londrina, às 21h30, no Majestoso.

ANOTOU A PLACA?

Foi um primeiro tempo de um time só. Mais intenso, organizado e inspirado, o Botafogo-SP comandou as ações e engoliu a Ponte Preta do início ao fim. O gol de Marlon Freitas, logo aos dois minutos, abriu o caminho para o passeio tricolor. Sem diminuir o apetite, os donos da casa ampliaram em jogada construída de pé em pé desde a área defensiva até o chute cruzado de Murilo Henrique, aos 16 minutos. Perdida em campo, principalmente na marcação, a Ponte não conseguia acompanhar o ritmo do adversário e chegou apenas em bolas paradas. A diferença de rotação entre os times deixava sempre o Bota mais perto de fazer mais um do que a Macaca de descontar. E foi o que aconteceu nos acréscimos, quando Roger fez pênalti infantil ao puxar a camisa de Marlon Freitas dentro da área. O capitão do Bota converteu a cobrança e fechou o atropelo do Pantera no primeiro tempo.

Murilo Henrique comemora o segundo gol do Botafogo-SP

Murilo Henrique comemora o segundo gol do Botafogo-SP (Foto: Raul Ramos/Agência Botafogo)

PROTOCOLAR

A Ponte até fez mais do que no primeiro tempo, mas foi insuficiente para tirar a larga vantagem do Botafogo-SP. Dadá colocou Darley para trabalhar logo aos quatro minutos. Depois de escapar de levar o quarto quando Bruno Moraes perdeu uma chance inacreditável, a Macaca descontou com Roger, de pênalti, aos 20 minutos, e chegou a pressionar na sequência. Só que Dodô acabou com qualquer esperança alvinegra aos 25, quando fez 4 a 1. O placar poderia ser ainda mais elástico se o Pantera tivesse aproveitado outras chances na reta final. Mas já estava de bom tamanho para os donos da casa, e os gritos de “olé” da torcida mostravam que a manhã de sábado foi de um time só no Santa Cruz.

(Globo Esporte)