Cuiabá - MT | Sexta-Feira, 07 de Maio de 2021

Armadilha de resíduos

Armadilha de resíduos

Zidiel Infantino Coutinho Júnior é advogado e está no exercício do mandato de vereador por Cuiabá pelo PV

O aumento do consumo do mundo contemporâneo tem afetado drasticamente o quantitativo de resíduos sólidos produzidos pelas cidades. O modelo atual de gestão do lixo urbano do Brasil, somado aos hábitos e culturas do povo, geram uma problemática preocupante para o futuro das espécies.

Os caóticos cenários que pareciam futuristas nos cinemas, chegaram mais rápidos que todos imaginavam. escassez de água potável, acidentes ambientais, enchentes, tragédias provocadas pelas atitudes dos humanos em desarmonia com o meio ambiente viraram acontecimentos dos últimos anos.

Modelo atual de gestão do lixo urbano do Brasil, somado aos hábitos e culturas do povo, geram uma problemática preocupante para o futuro das espécies

O nosso rio Cuiabá possui 981 km de extensão e serve de fonte de agua, alimento, lazer e sustento para uma população de mais de 1 milhão de habitantes. Por dia mais de 40 toneladas de lixos e 450 mil litros de esgotos sem tratamentos são despejados nesse rio.

Inspirado num projeto implantado na cidade de Kwinana, na Austrália, apresentei o projeto de lei “Armadilha de resíduos” .

Trata-se de implantação de redes para contenção de resíduos sólidos nas saídas dos canos de drenagens, nos canais de Cuiabá.

O sistema pretende prevenir que resíduos sólidos, de dimensões médias, oriundo das zonas residenciais e transportados pelas águas das chuvas acabem por contaminar a reserva natural.

O equilíbrio entre o homem e o meio ambiente não é só um discurso airoso, é uma realidade sem volta, a busca sustentável tem que ser uma pratica do poder publico e da sociedade.

*ZIDIEL INFANTINO COUTINHO JÚNIOR é advogado e está no exercício do mandato de vereador por Cuiabá pelo PV

Telefone: (65) 3617-1534