CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT
Inserido em: 01/10/2019  07:10:19


FeijoLetras: evento literário reúne escritores, estudantes e professores de Mato Grosso



FeijoLetras-Evento-literário-reúne-escritores-estudantes-e-professores-4.jpeg

Considerado um evento além das expectativas, a  1ª FeijoLetras   aconteceu no sábado, dia 28. Organizada por um expressivo grupo de escritores mato-grossenses, o evento reuniu professores e estudantes de escolas públicas de Cuiabá e de Santo Antonio do Leverger.

O objetivo, afirma Eduardo Mahon, é estreitar o contato com os responsáveis pela divulgação da literatura: “os professores podem motivar os alunos, desde que conheçam a nossa produção”, pontua. A manhã de sábado foi ilustrada por mais de 20 escritores, dentre os quais Ivens Cuiabano Scaff que teve seu aniversário comemorado durante a festa.

Um a um, cada escritor apresentou-se à plateia. Lucinda Persona divulgou o novo livro de poemas “No passo do instante” e foi festejada pelos 25 anos de produção literária. Da mesma forma, Marília Beatriz de Figueiredo Leite com “Crônicas ou Agudas”, Lorenzo Falcão com “Distribuidora Falcão”, Marli Walker com “Apesar do Amor”, Cristina Campos com “Bicho Grilo”, Caio Ribeiro com “Manifesto da Manifesta”, João Bosquo Cartola com “Quase Sonetos”, Divanize Carbonieri com “Entraves”, Rodivaldo Ribeiro com “Essa armadinha, o Corpo”, Rodrigo Meloni com “Coitado dos homens cujos desejos dependem”, além do estreante Lucas Lemos que lançará o livro de poemas “Nossa Alegria Triste”.

Luciene Carvalho performou com poemas do novo livro “Dona”, selecionado pela Unemat para o exame vestibular. Ao público jovem, contou um pouco de sua trajetória pessoal. A estudiosa Olga Maria Castrillon Mendes chegou de Cáceres especialmente para participar da movimentação. Afirmou que “a leitura dos autores mato-grossenses permite à juventude construir a própria identidade”. Olga é uma das mais conceituadas críticas de literatura, atua como professora do programa de pós-graduação em estudos literários da Unemat, é vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres e responsável pela Biblioteca Natalino Ferreira Mendes.

A fim de assegurar a atenção dos jovens, o escritor Aclyse de Mattos colocou o público para cantar. Do livro “Festa”, retirou um rasqueado que empolgou os estudantes. O poeta e produtor cultural Clóvis Mattos ficou emocionado. No mesmo dia, foi homenageado juntamente com Cristina Campos pelo Colégio Master. Encerrando as apresentações, o Secretário Estadual Adjunto de Cultura José Paulo Traven foi dar uma boa notícia aos escritores de Mato Grosso: “em 10 dias, lançaremos o edital para o próprio Prêmio MT de Literatura”.

Como entrada para a feijoada que viria encerrar o evento, o ator Ivan Belém que também foi premiado pelo livro sobre o Grupo Gambiarra e Liu Arruda, fez a festa da garotada. Declamou e dramatizou textos do poeta falecido Chico Amorim. Depois que os mais de 120 estudantes se serviram, o escritor Ivens Cuiabano Scaff ajudou a cortar os três bolos de aniversário que ganhou dos colegas de letras. Não houve discurso. O clima do evento foi informal e, por isso, os participantes não perceberam as 5 horas que se passaram.

O escritor Eduardo Mahon que lançará em Portugal seu mais novo romance “A gente era obrigada a ser feliz”, faz uma avaliação positiva do 1º FEIJOLETRAS: “não é a primeira vez que promovemos essa integração, mas a união de tantos escritores é inédita. A força de quem faz literatura está na qualidade da produção que apresenta. É por isso que atraem leitores e cativam a juventude. Ninguém gosta de ler por obrigação, é por isso que o formalismo de várias instituições está caducando”. Mahon dedicou o evento à jovem Giovana, aluna especial do Colégio Estadual Alcebíades Calhao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top