Cuiabá - MT | Sábado, 23 de Outubro de 2021

De virada, Atlético-MG supera Ceará e retoma caminho das vitórias

De virada, Atlético-MG supera Ceará e retoma caminho das vitórias

O Atlético-MG deixa para trás a cobrança. Isso porque, de virada, bateu o Ceará neste domingo (29), por 2 a 1, no Estádio Independência. Em jogada polêmica, o Vovô teve um pênalti a favor, convertido por Thiago Galhardo, na primeira etapa. O Galo voltou melhor após o intervalo. E conseguiu a virada com Otero e Luan, aplaudido pelo torcedor presente. Com o resultado, o Ceará não vence há oito partidas na Série A do Brasileiro e tem 23 pontos. O Galo chega aos 30 pontos

Primeiro tempo

Atlético-MG e Ceará fizeram um primeiro tempo movimentado, mas de pouca efetividade. Para se ter ideia, nos 30 minutos iniciais, só o Galo arriscou a gol uma vez, aos dois minutos. O Ceará não teve uma finalização sequer a gol. Chará sentiu e deu lugar para Otero. O venezuelano ainda busca uma boa atuação no Galo desde que retornou do futebol árabe. A primeira finalização do Vozão só veio aos 32 minutos. Galhardo recebeu de Lima e arriscou a finalização, que foi por cima do gol de Cleiton. Otero ameaçou ao quase marcar gol olímpico. Em lance de Felippe Cardoso e Igor Rabello na área, o árbitro marcou pênalti, com muita reclamação dos jogadores do Galo. Na cobrança, Galhardo colocou o Vozão á frente. Otero ainda tentou de novo aos 44, mas Diogo Silva fez defesa. O goleirão do Ceará ainda salvou nos chutes de Elias e Patric

Segundo tempo

O Atlético-MG começou pressionando com Otero. E logo chegou ao gol de empate. Rever carimbou a trave e, no rebote, Otero marcou. O Ceará parecia não ter voltado em boa condição para o segundo tempo. O adversário cresceu e embalou a torcida. Tanto é que teve duas boas chances, aos 17 e aos 18. Diogo Silva salvou a primeira, e a segunda foi raspando a trave. No chute de Patric, Samuel Xavier tirou quase em cima da linha. Mesmo pressionado, o técnico do Ceará, Enderson Moreira, não optava pelas substituições. E quando trocou Lima, que vinha rendendo pouco, por Cristovam, veio a virada do Galo. Luan marcou aos 34 o gol de alívio dos donos da casa e de desespero dos visitantes

(Globo Esporte)