Cuiabá - MT | Terca-Feira, 11 de Maio de 2021

Cuiabá joga mal, perde para a Ponte Preta em Campinas e fica distante do G4

Cuiabá joga mal, perde para a Ponte Preta em Campinas e fica distante do G4

Em um dia para ser esquecido, o Cuiabá sofreu, na tarde deste sábado, sua pior derrota na Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, o Dourado sentiu os desfalques de Alê, Jean Patrick e Moisés e acabou virando vítima fácil para para Ponte Preta que venceu por 3 a 0 e afastou o time cuiabano do G4. Vico, com dois gols, foi o destaque da Ponte Preta. O outro gol foi anotado por Reginaldo. Com essa derrota, o Cuiabá permanece com 35 pontos e cai para a nona colocação, ultrapassado pela Ponte, que chega a oitavo.

Primeiro tempo

O jogo começou a todo o vapor em Campinas. Logo aos 4 minutos, a Ponte Preta abriu o placar com belo gol de Vico. Ele recebeu na intermediária, e arriscou de longe, acertando o canto esquerdo de Victor Souza. Ponte Preta 1 a 0. A partida seguia aberta com as duas equipes atuando ofensivamente. Aos 16 minutos, a Ponte Preta assustou com um chute de fora da área de Renato Cajá que tentou surpreender Victor Souza. A bola passou com perigo à direita do goleiro. Após o revés, o Cuiabá se recompôs e foi mais ao ataque. O Dourado desperdiçou uma boa chance aos 18 minutos quando Paulinho chutou na barreira uma falta cobrada quase em cima da risca da grande área.

Mas, a Ponte Preta era mais precisa. E assim marcou o segundo gol aos 26 minutos após cobrança de falta. Na bola levantada por Renato Cajá para a área, Reginaldo meteu a cabeça e deslocou Victor Souza: Ponte Preta 2 a 0. Um duro golpe no Cuiabá que lutava para empatar o jogo. No entanto, o Dourado, abatido com a diferença no placar, jogava desorganizado com sua linha de quatro atacantes.

Por outro lado, Ponte estava muito eficiente no ataque. Aos 34 minutos, a Macaca ampliou o placar. Roger recebeu livre na área chutou e Victor Souza fez duas grandes defesas em sequência, mas deu rebote para Vico que não perdoou: Ponte Preta 3 a 0. O goleiro Victor Souza reclamou de falta no lance. Segundo a crônica esportiva, houve irregularidade e o gol deveria ter sido anulado. Era muito para o Cuiabá que nos últimos seis jogos, só havia sofrido três gols.

Ao 37, o Cuiabá teve a chance de diminuir em bola levantada para área, quando Anderson Conceição tentou uma bicicleta. Um minuto depois, foi a vez de Roger desperdiçar uma boa chance, quando recebeu sozinho, de frente para o gol, mas acabou tropeçando e caindo.

Segundo tempo

O Cuiabá voltou com duas mudanças no segundo tempo. Gilmar e Djavan entraram no lugar de Rodolfo e Matheus Anderson, respectivamente. Após um início morno, a primeira boa chance foi da Ponte, com um contra-ataque aos 8 minutos. A bola passou na boca do gol e o atacante Roger não conseguiu chegar.  Aos 11 minutos, o Cuiabá fez a sua terceira substituição, colocando Helder no lugar de Anderson Conceição que sentiu uma contusão.

O Dourado melhorou seu posicionamento e começou a criar oportunidades de gol a partir dos 20 minutos. Com Gilmar, foram duas chances, em uma delas, de cabeçada aos 24 minutos, bem defendida pelo goleiro da Ponte. Aos 26 minutos, em cruzamento, Hélder cabeceou bem, mas por cima do gol. Daí para a frente, a Ponte tratou de administrar o resultado e garantiu sua reabilitação em casa.

Foi o quarto jogo seguido sem vitória do Cuiabá fora de casa.

Na próxima rodada, o Cuiabá enfrenta o Londrina em jogo marcado para a Arena Pantanal às 18 horas (horário de MT). No mesmo dia, mais cedo, a Ponte Preta sai para enfrentar o Botafogo no estádio Santa Cruz, às 11 horas.

Escalações

Ponte Preta: Arnaldo, Renan Fonseca, Reginaldo, Henrique Trevisan e Edson; Lucas Mineiro (Washington), Renato Cajá (Bill) e Gérson; Magrão, Vico (Éverton) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Cuiabá: Victor Souza, Toty, Ednei, Anderson Conceição (Hélder) e Paulinho; Escobar e Marino; Matheus Anderson (Djavan), Felipe Marques, Júnior Todinho e Rodolfo (Gilmar). Técnico: Itamar Schulle.