Cuiabá - MT | Quarta-Feira, 12 de Maio de 2021

Bolsonaro mostra na ONU um novo Brasil

Bolsonaro mostra na ONU um novo Brasil

Pérsio de Oliveira Landim é advogado em Mato Grosso

Após divulgada pesquisa que aponta aprovação do governo Bolsonaro frente ao setor do agronegócio e celebrar importante abertura do mercado internacional aos produtos do agro brasileiro, o presidente mostrou em Nova York a força da soberania nacional. “Apresento aos senhores um novo Brasil”, assim foi o tom do discurso do presidente na abertura da Assembleia Geral da ONU.

Leia Também:
-Como fica o agro com tantas reformas?

-Comércio exterior: Brasil e Oriente Médio

Com firmeza frente aos principais chefes de estados do globo, o presidente descreveu uma nova forma de governar o país com um novo projeto de desenvolvimento e inserção mundial: “Um Brasil que está sendo reconstruído a partir dos anseios e dos ideais de seu povo. No meu governo, o Brasil vem trabalhando para reconquistar a confiança do mundo, diminuindo o desemprego, a violência e o risco para os negócios, por meio da desburocratização, da desregulamentação e, em especial, pelo exemplo”, destacou.

Bolsonaro mostrou a que veio, sua participação foi fundamental para reforçar a soberania do Brasil, defendeu o meio ambiente, elucidou com dados precisos o sensacionalismo implantado quanto ao tema: Amazônia; divulgou os avanços econômicos projetados para o país e com argumentos cirúrgicos ganhou positivamente a atenção de quem pretendia ganhar.

Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL).

Ainda em relação ao meio ambiente, reafirmou o compromisso do governo com a preservação e o desenvolvimento sustentável em benefício do Brasil e do mundo. O presidente também frisou que a Amazônia permanece praticamente intocada e explicou que, nesta época do ano, o clima seco e os ventos favorecem queimadas espontâneas e criminosas.

Ratificou que o governo está trabalhando para reconquistar a confiança do mundo diminuindo o desemprego, a violência e o risco para os negócios, além de restabelecer uma agenda internacional para resgatar o papel do Brasil no cenário mundial e retomar as relações com importantes parceiros. Entre os destinos mencionados estão Davos, na Suíça, durante Fórum Econômico Mundial; Washington, nos Estados Unidos; Chile; Israel e Argentina.

A melhor propaganda que o Brasil possa fazer lá fora é mostrar seu potencial e não mais o vitimismo.

Bolsonaro deixou um importante recado na ONU; a nação que tem o agro pujante quer ser respeitada como merece, o Brasil assume uma nova posição cobrando a mesma reverência e proeminência das outras grandes nações. O presidente aproveitou a oportunidade e mostrou ao mundo um novo Brasil.

 *PÉRSIO OLIVEIRA LANDIM é advogado, especialista em Direito Agrário, especialista em Gestão do Agronegócio