Cuiabá - MT | Quarta-Feira, 12 de Maio de 2021

Paulo André vence eliminatória dos 100m e coloca Brasil numa semifinal de Mundial após 24 anos

Paulo André vence eliminatória dos 100m e coloca Brasil numa semifinal de Mundial após 24 anos

Foto: Wagner do Carmo/Cbat

Após 24 anos de espera, o atletismo brasileiro está de volta a uma semifinal de Mundial. Nesta sexta, primeiro dia de competição em Doha, Paulo André não precisou fazer muito esforço para vencer a sua bateria das eliminatórias em 10s11, repetindo o feito de Robson Caetano em Gotemburgo 1995. As semifinais acontecem neste sábado a partir das 12h45 (de Brasília). Já a grande final será às 16h15.

– Conversei com o meu técnico e falei com ele que queria ganhar a eliminatória com sobra. Infelizmente não foi um tempo tão bom quanto eu queria, mas o negócio é ir fazendo o passo a passo nesse Mundial. Meu objetivo agora é chegar à final, para quem sabe tentar uma medalha – disse Paulo André, que tem 10s02 como melhor marca da carreira e busca ser o primeiro brasileiro a baixar a marca dos 10s.

A vitória do capixaba na bateria 5 da eliminatória começou a ser desenhada antes mesmo da prova. Dono do segundo melhor tempo do ano, 9s86, o nigeriano Divine Oduduru desistiu de disputar os 100m para poupar-se para os 200m, na segunda-feira. Com isso, Paulo André Camilo viu caminho livre para vencer a prova, chegando a reduzir o ritmo e olhar para o lado nos metros finais.

Paulo André vence bateria dos 100m e se classifica para semifinal do Mundial de Doha — Foto: Wagner do Carmo/Cbat

Paulo André vence bateria dos 100m e se classifica para semifinal do Mundial de Doha — Foto: Wagner do Carmo/Cbat

O segundo lugar na bateria ficou com o americano Michael Rodgers, que fez 10s14. O italiano Filippo Tortu avançou com 10s20. O melhor tempo dentre todas as seis baterias eliminatórias foi o do americano Christian Coleman – 9s98. Outros atletas renomados que passaram à semifinal foram o jamaicano Yohan Blake (10s07) e o americano Justin Gatlin (10s06), campeão em Londres 2017.

Já os brasileiros Vitor Hugo dos Santos e Rodrigo Nascimento ficaram pelo meio do caminho. Vitor Hugo ficou em sétimo na bateria 4, com 10s42. Rodrigo fez 10s25 na bateria 6, terminando em quarto. Os dois voltam a competir no revezamento 4 x 100m masculino no dia 5 de outubro.

Almir Júnior se classificou no salto triplo — Foto: Wagner do Carmo/CBAt

Almir Júnior se classificou no salto triplo — Foto: Wagner do Carmo/CBAt

No salto triplo, Almir Júnior passou à final com 16,92m, a quinta melhor marca da sua bateria. Quem também avançou em sua prova foi Alison dos Santos, o Pio, que se classificou para a semifinal dos 400m com obstáculos com o tempo de 49s66. (Globo Esporte)