Cuiabá - MT | Terca-Feira, 11 de Maio de 2021

VLT: não há derrotados

VLT: não há derrotados

No início do Movimento Pró VLT, alguns formadores de opinião estavam céticos sobre a finalidade desse movimento cívico e suprapartidário. Opiniões divergentes apareceram e, algumas mais acaloradas, se misturavam com disputas eleitorais. O que era ruim, pois, tirava o foco principal para resolver o problema.

Leia Também:

-Mobilidade com ar condicionado

-Dinheiro certo para o VLT
-VLT: o sonho de dom Milton
-CDL Cuiabá quer VLT
-VLT impulsiona o turismo

-VLT: Grupo de Trabalho em Cuiabá

Com o passar do tempo, as pessoas foram percebendo a seriedade do Movimento. Com muita paciência às provocações, escrevi nesses 4 meses de Movimento Pró VLT cerca de 20 artigos sobre o tema que foram publicados em sites, blogs e redes sociais, concedi entrevistas em rádios, televisões e jornais, além de realizar várias reuniões em Várzea Grande, Cuiabá e Brasília. Tudo isso, para trazer à reflexão da sociedade dois pontos principais: a importância VLT no mundo e o que já foi investido no empreendimento em Várzea Grande e Cuiabá.

Hoje, pouco menos de 2 meses para a decisão final do Grupo de Trabalho (GT), o Movimento Pró VLT se transformou num dos maiores movimentos políticos e sociais dos últimos tempos. São membros da classe política, entidades, igrejas católica e evangélica, associações de moradores de bairros e rádios comunitárias, imprensa, que a todo custo buscam um consenso: a conclusão imediata das obras do VLT.

Como cuiabano, é motivo de orgulho para mim, a população se manifestar de forma pacífica mostrando o caminho a ser seguido. Mobilizar em torno de um sonho é uma demonstração de alta educação política. De braços dados, continuaremos marchando para corrigir o erro histórico da paralisação, na busca da solução definitiva com a conclusão imediata das obras do VLT, sem corrupção. Com ética nas ações desse movimento e muito diálogo com todos os segmentos da sociedade, antevemos um resultado triunfante. Por isso não há derrotados!

Ganham Cuiabá e Várzea Grande se a decisão final vier no sentido de que a sociedade mobilizada aponta, para a conclusão do VLT e a construção de um plano de mobilidade que seja elaborado de forma democrática e participativa.

Ganham os moradores da nossa região metropolitana com um transporte moderno, eficiente, seguro, barato e ecologicamente correto.

Com esse investimento poderemos alavancar o desenvolvimento regional, fortalecendo o turismo e os empreendimentos geradores de emprego e renda. Haverá a vitória de um povo que tem brio e dignidade. Será a vitória de todos os que lutam por uma melhor qualidade de vida. Vitória por uma cidade sustentável e inteligente.

Uma nova região metropolitana surgirá compromissada com o transporte limpo, ciclovias e calçadas sem buracos para idosos e crianças caminharem com tranquilidade, tornando a cidade mais humana e agradável.

*VICENTE VUOLO é economista, cientista político e coordenador do Movimento Pró-VLT.

CONTATO: www.facebook.com/vicente.vuolo — — — INSTAGRAM@vicentevuolo