Cuiabá - MT | Terca-Feira, 15 de Junho de 2021

MEC garante implantação da Universidade Federal de Rondonópolis com cargos de reitor e vice

MEC garante implantação da Universidade Federal de Rondonópolis com cargos de reitor e vice

O processo para efetiva implantação da tão sonhada Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) – e de outras cinco “novíssimas universidades” do país – será, por fim, concluído. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, garantiu nesta quarta-feira (25), as vagas de reitor e pró-reitor para as instituições – último passo para a consolidação da UFR, que já havia sido aprovada por lei e conta com recursos próprios – em valores garantidos por emendas do senador Wellington Fagundes (PL-MT) ao Orçamento.

Ao anunciar as vagas, o ministro Weintraub destacou o trabalho “incansável” do senador Wellington na busca pela interiorização do ensino superior no país. “ Havia umas vagas desaparecidas, mas ele lutou como um guerreiro […] e vai sair uma universidade nova para Mato Grosso, graças ao trabalho dele”, anunciou o ministro.

Fagundes afirmou que, por ser um país de grande potencial, o Brasil carece de educação “para viver a transformação que se precisa”. Ele disse que a notícia é boa justamente por representar “muita geração de emprego e oportunidades principalmente para a juventude brasileira”.

 

A UFR já possui 19 cursos de graduação para atender Rondonópolis e região: Pedagogia, História, Matemática, Geografia, Ciências Biológicas, Ciências Econômicas, Medicina, Sistemas de Informação, Letras (com Habilitação em Português e em Inglês), Ciências Contábeis, Biblioteconomia, Licenciatura em Informática, Zootecnia, Psicologia, Enfermagem, Engenharia Mecânica, Engenharia Agrícola e Ambiental, e Administração (modalidade EAD).

As demais universidades, que serão consolidadas, são as de Garanhuns (PE), Catalão (Goiás), Jataí (Goiás), Delta do Parnaíba (Piauí) e Norte do Tocantins (Tocantins).

MEDICINA EM BARRA DO GARÇAS

Ainda na audiência, o ministro anunciou a possibilidade de abertura de um curso de medicina na cidade de Barra do Garças, na região Araguaia. “Estou de acordo com a abertura desse curso, já que Centro Universitário do Vale do Araguaia – UNIVAR, tem nota 05 na avaliação do MEC e já possui hospital conveniado com a prefeitura. Vamos dar andamento às tratativas”, adiantou o gestor do MEC. Essas são, segundo o ministério, condições fundamentais para a abertura desse tipo de curso no país.

“A gente vai espremer o que der para tentar viabilizar esse projeto que é importante para a região, para a cidade e para o Estado de Mato Grosso. Eu sei da importância, é difícil, mas vamos conseguir”, completou Weintraub. O curso, segundo Wellington, beneficiará um grande número de pessoas, inclusive em outros Estados, como Goiás e Tocantins. O prefeito de Barra do Garças, Roberto de Farias, destacou que o município é catalizador de toda a região no tocante ao atendimento médico.

Marcelo Soler, reitor do Univar, assegura que o centro universitário já está preparado para oferecer ao menos 100 vagas anuais para estudantes de toda a região Araguaia. “Contamos com uma estrutura de excelência, e a notícia é extremamente satisfatória para nós do Univar e, claro, à toda população de Barra e região”.