Cuiabá - MT | Sábado, 12 de Junho de 2021

PSG ignora desfalques de peso e passa fácil pelo Real Madrid

PSG ignora desfalques de peso e passa fácil pelo Real Madrid

O jogo contra o Real Madrid era talvez grande demais, o Paris Saint-Germain tinha desfalques para lá de consideráveis, mas e daí? O que se viu no Parque dos Príncipes nesta quarta-feira foi um passeio dos franceses sobre o maior vencedor da Liga dos Campeões: 3 a 0, pela primeira rodada do Grupo A. Di María fez valer a lei do ex com dois gols, enquanto Meunier completou no fim em jogada que pôs a defesa merengue na roda.

O JOGO

Foi como se o Real Madrid fosse um clube pequeno da França. O PSG logo se impôs e abriu o placar aos 14 minutos, em jogada de Bernat que terminou com o chute de Di María. Courtois também não conseguiu defender outra finalização do argentino, aos 33, desta vez de fora da área. Os merengues tiveram gols bem anulados, de Bale e Benzema, mas a verdade é que criaram pouquíssimo. Nos acréscimos, o golpe fatal de Meunier em contra-ataque que pôs a defesa na roda.

NEM PRECISAVA PULAR, NAVAS

Em seu primeiro jogo contra o ex-clube, Navas simplesmente não trabalhou. Real Madrid finalizou nove vezes, mas nenhuma no alvo (oito para fora e uma bloqueada). Isto aconteceu pela primeira vez num jogo de Liga dos Campeões desde a temporada 2003/04 (para ver o quão grave é esta estatística).

E A DEFESA…

Se o ataque com Bale, Benzema e Hazard foi mal, o que dizer da defesa? O Real Madrid sofreu gol em todos os cinco jogos da temporada (10 no total, média de dois por partida). Hoje Zidane não pôde contar com Sergio Ramos, mas parece claro que o problema não é a sua ausência. Tampouco a presença de Militão, em noite ruim. Muito precisa ser melhorado.

SITUAÇÃO

O Real Madrid é o lanterna do Grupo A, uma vez que Club Brugge e Galatasaray empataram por 0 a 0 na Bélgica. Na próxima rodada, marcada para o dia 1º de outubro, Real Madrid x Brugge e Galatasaray x PSG.

Juventus abre 2 a 0, mas Atlético arranca empate no fim em grande jogo no Metropolitano

Um empate com a cara do Atlético. Uma estreia com a cara de Simeone na Liga dos Campeões. Com um gol aos 44 do segundo tempo depois de muita insistência, o Colchonero arrancou um 2 a 2 com a Juventus no Estádio Metropolitano, em Madri, depois de ver os italianos abrirem 2 a 0 no começo da etapa complementar. Carrasco da eliminação dos espanhóis na última temporada, Cristiano Ronaldo passou em branco.

Savic comemora seu gol, o primeiro da reação do Atlético contra a Juve

Savic comemora seu gol, o primeiro da reação do Atlético contra a Juve (Foto: Susana Vera/Reuters)

COMO FICA?

No outro jogo do Grupo D, o Lokomotiv Moscou venceu o Bayer Leverkusen por 2 a 1 na Alemanha. A equipe russa encerra a primeira rodada na liderança da chave. Juve e Atlético aparecem em seguida com um ponto cada, e o Leverkusen é o último, sem pontuar. Na próxima rodada, no dia 1º de outubro, a Juve recebe os alemães, e o Atlético visita o Lokomotiv.

E OS BRASILEIROS?

Três dos quatro laterais que começaram a partida eram brasileiros. Renan Lodi pelo Atlético, e Danilo e Alex Sandro na Juve. O ex-Furacão foi bem. Especialmente na primeira etapa. Mostrou que está à vontade. Acionado com frequência, participou ativamente do jogo ofensivo e fez bons desarmes atrás. Foi substituído na segunda etapa. Danilo trabalhou mais defensivamente e foi discreto. Alex Sandro deu

Gabriel Jesus marca, e Manchester City vence o Shakhtar Donetsk fora de casa na Champions

Mesmo com os desfalques de Jones e Laporte, que obrigaram o técnico Pep Guardiola a improvizar Fernandinho na zaga, e tendo Agüero, Bernardo Silva e David Silva no banco, o Manchester City não teve a menor dificuldade para estrear na Liga dos Campeões da Uefa com uma vitória tranquila por 3 a 0 sobre o Shakhtar Donetsk, na Ucrânia. Mahrez e Gündogan marcaram no primeiro tempo, e Gabriel Jesus fechou a conta na etapa final da partida, disputada em Carcóvia, devido à situação política que impede o Shakhtar de mandar seus jogos em Donetsk.
Gabriel Jesus comemora o seu gol na vitória do Manchester City sobre o Shakhtar Donetsk

Gabriel Jesus comemora o seu gol na vitória do Manchester City sobre o Shakhtar Donetsk (Foto: Gleb Garanich/Reuters)

DINAMO ZAGREB LIDERA

Apesar da boa vitória na estreia, o Manchester City é o segundo colocado do grupo C pelo saldo de gols, porque na outra partida da chave o Dinamo Zagreb goleou a Atalanta por 4 a 0, na Croácia. Confira a tabela da Champions League.

DEZ BRASILEIROS EM CAMPO

Poucos jogos de Liga dos Campeões da Uefa podem ter tantos jogadores nascidos no Brasil em campo, incluindo os dois capitães. Do lado anfitrião, Taison, dono da braçadeira do Shakhtar, Ismaily e Alan Patrick, além de dois naturalizados ucranianos, Marlos e Júnior Moraes, todos no time titular. Depois, Marcos Antônio Bahia e Dentinho ainda entraram nas vagas de Alan Patrick e Júnior Moraes. No City, Fernandinho, capitão do time, Ederson e Gabriel Jesus foram titulares.

Fernandinho abraça Gabriel Jesus na comemoração do gol do camisa 9

Fernandinho abraça Gabriel Jesus na comemoração do gol do camisa 9 (Foto: Gleb Garanich/Reuters)

VITÓRIA CONSTRUÍDA NO 1° TEMPO

O Shakhtar Donestk não teve o direito sequer de sonhar com um bom resultado na estreia. Foi dominado do início ao fim e não deu trabalho ao goleiro Ederson. O primeiro gol saiu aos 23 minutos, fruto da marcação alta, na área do adversário. De Bruyne recuperou a bola, Gabriel Jesus rolou para Gündogan chutar na trave, e Mahrez marcou no rebote. Aos 36, Gündogan recebeu de Mahrez, dominou e chutou sem chances para o goleiro Pyatov.

Gündogan marca o segundo gol do Manchester City sobre o Shakhtar Donetsk

Gündogan marca o segundo gol do Manchester City sobre o Shakhtar Donetsk (Foto: Gleb Garanich/Reuters)

UM GOL PARA QUEBRAR O TÉDIO

Nas poucas vezes em que conseguiu se aproximar da área do City, o Shakhtar esbarrou nos próprios erros, especialmente de Júnior Moraes, que desperdiçou duas chances diante de Ederson. O City controlava o jogo e também abusava de perder gols, até que, aos 30, Kevin De Bruyne puxou contra-ataque e lançou Gabriel Jesus livre. O brasileiro dominou e marcou de esquerda, na saída de Pyatov.

(Globo Esporte)