CUIABANO NEWS
Home Política Economia & Agro Cotidiano & Polícia Esportes Variedades Opinião & Artigos Vida & Estilo MT


Wanderlei Silva, a lenda do MMA ministra seminário em Cuiabá



Inserido em: 13/09/2019 12:23:52

silva-2.jpeg

A ‘lenda’ do MMA, Wanderlei Silva, apontado como um dos maiores nomes do país no UFC, estará em Cuiabá neste sábado, para um evento inédito no ginásio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Acompanhado do campeão de muay thai em várias categorias, Murilo Ninja Wanderlei Silva ministrará um ‘aulão’, a partir das 16 horas.

Sucesso em várias cidades do país, o evento, aberto a lutadores em geral (incluindo mulheres), compreende aulas teóricas e práticas. Durante o seminário, Wanderlei Silva e Murilo Ninja falarão de suas trajetórias como lutadores de vale-tudo e MMA (Mixed Martial Arts) em uma bate-papo aberto como o público.

Campeão por cinco anos seguidos no Pride japonês e considerado um dos ícones do UFC, Wanderlei Silva vai compartilhar um pouco de sua carreira, contando como chegaram ao auge no vale-tudo. Também irão abordar temas relacionados ao MMA que envolvem técnicas de luta em pé e no chão. Os ingressos são limitados e custam R$ 120,00  no primeiro lote e R$ 150,00 segundo lote mais 1 kg de alimento não perecível ou produto de limpeza e higiene pessoal. Mais informações pelo telefone: (65) 9.9801-1103.

Muita história

Wanderlei é especialista em Muay Thai, e ao lado de Rodrigo Minotauro, Fedor Emelianenko e Mirko Cro Cop, são considerados como os melhores lutadores do extinto Pride FC e lendas vivas do vale-tudo. A história de vida da lenda do MMA Wanderlei Silva virou livro. Intitulada “Wanderlei Silva Sem Coleira”, a biografia conta quase 200 páginas de textos e imagens do “Cachorro Louco” e tem o prefácio assinado por Royce Gracie. Já em fase de impressão, o livro deve ser lançado entre o final de agosto e o início de setembro.

Autor do livro, Thiago Parijiani disse ao PVT que a obra traz, além do curioso início de Wanderlei Silva nas artes marciais e os bastidores de sua carreira, dicas para os leitores, praticantes de luta ou não, se tornem referências em suas profissões.

“É a história de um brasileiro comum, de uma família humilde e que chegou no topo do mundo no esporte mais brutal do planeta”, destaca. “Não tem conteúdo só para lutador, tem conteúdo para quem quer crescer no mercado de trabalho, numa competição empresarial, numa disputa de vaga numa entrevista.”

Wanderlei, a ‘lenda’ 

Wanderlei seguiu carreira militar e começou os treinos de Muay Thai, na equipe Chute Boxe, liderada pelo Mestre Rudimar Fedrigo. Logo nas primeiras lutas, Wanderlei já mostrava seu jeito frio e seu jogo de agressividade máxima para derrotar adversários, na maioria das vezes, por nocaute. Treinou na Chute Boxe e hoje treina na em sua própria academia, a Wand Fight Team ao lado de nomes como Sérgio Morais e Vitor Viana nos Estados Unidos; é hoje, um dos maiores nomes do MMA mundial.

Wanderlei começou a treinar Muay Thai pois ele se achava baixinho e gordinho. Quando completou 20 anos, com o rosto todo inchado e vários pontos no supercílio ouviu do seu pai Horlando Silva “isso não vai dar em nada, arrume um emprego”, mas Wanderlei continuou com o seu sonho ganhando seu primeiro prêmio no Japão no valor de US$3.500 em 1999. Desde então, o curitibano já venceu 34 lutas, perdeu 13 e empatou 1.

Foi campeão representando o Brasil nos Prides evento de MMA, realizados no Japão e Estados Unidos; é ídolo em vários países, especialmente no Japão, onde é personagem de vídeo game e garoto propaganda de diversos comerciais de TV. Wanderlei é considerado o maior lutador do Pride de todos os tempos, um dos maiores atletas da historia do MMA além de ser o maior recordista de lutas,vitorias e nocautes do Pride. Encerrou sua carreira lutando no UFC. Wanderlei Silva é casado e tem dois filhos.

Ascensão no Pride

A trajetória profissional de Wanderlei Silva como grande lutador, iniciou-se no Brasil, passando posteriormente a outros eventos como o UFC e tendo seu ápice em sua passagem pelo evento japonês Pride , evento que reuniu os melhores profissionais de MMA. Nesta época Wanderlei se destacou em uma luta que fez no PRIDE 12 com Dan Henderson, lutador extremamente perigoso, que durante esta luta, deixou seu rosto desfigurado; por muita convicção e certa tolerância dos médicos responsáveis, Wanderlei prosseguiu a luta. Enxergando praticamente de um só olho, Wanderlei impôs seu ritmo explosivo, e com muito vigor conseguiu reverter a situação e saiu vencedor.

Em pouco tempo, Wanderlei desafiava Sakuraba, o então carrasco de brasileiros. Impondo seu ritmo agressivo e devastador, Wanderlei vence Sakuraba rapidamente e de forma convincente: surgia um novo ícone brasileiro. Posteriormente em 2006 em resposta a Rickson Gracie que tinha na ocasião 50 anos e disse que o MMA esta nivelado por baixo, Wanderlei desafiou a Lenda, que não respondeu ao desafio.

Em 2005, aos 29 anos, Wanderlei Silva foi considerado o maior lutador de Vale Tudo de todos os tempos. Representando o Brasil nos Prides internacionais e ídolo em vários países, é personagem de vídeo game e garoto propaganda de diversos comerciais de TV. Seu rosto foi imortalizado em bonecos de diversos tamanhos e teve uma participação num filme japonês sobre lutas marciais.

Wanderlei virou uma marca, que vende facilmente produtos com seu rosto. Ele também lançou uma marca própria de roupas, a Wand, que oferece confecções e acessórios esportivos fight wear e sport wear. A moda ganhou destaque principalmente em academias por ser apropriada para luta e treinos, mas a linha passeio também tem excelente aceitação. Quase toda a produção é destinada à exportação, mas no Brasil é encontrada em vários pontos de venda.

The ‘Axe Murderer’

Devido as suas incríveis exibições no Pride, Wanderlei Silva ganhou um apelido em suas lutas: The Axe Murderer, que significa O Assassino do Machado por causa de suas joelhadas que e como se fosse machados cortando. Também tem um apelido brasileiro: Cachorro Louco, por avançar sem medo sobre seus adversários. Só no Pride, Wanderlei escreveu uma história à parte: foi vitorioso diversas vezes batendo nomes como Dan Henderson, Quinton Jackson e Guy Mezger.

Para os japoneses, o estrago foi ainda maior: Kazushi Sakuraba, Matsui, Kondo, Minowa, Oyama e Yoshida foram alguns dos nomes derrotados por Wanderlei. É isso que o torna um dos lutadores mais populares de todos os tempos, no Japão. Segundo os japoneses, Wanderlei Silva é adorado por mostrar um jogo de striker, com algumas técnicas de chão. Seus chutes e socos são vistos como herança do karatê e de suas ramificações. Porém, são os nocautes e a agressividade que mais impressionam o público. Poucas vezes, ele foi visto defendendo-se no decorrer das lutas, já que ele ataca, incessantemente, sem dar um passo pra trás, até que o adversário caia aos seus pés. Esse tipo de postura, no ringue, tornou-se marca registrada do curitibano e já começa a ser imitado por diferentes lutadores dos mais variados países.

Retorno ao UFC

Em 17 de agosto de 2007, o UFC anunciou que tinha assinado com Wanderlei Silva para concorrer na organização e que ele iria retornar ao octógono em 29 de dezembro de 2007, no UFC 79. Depois de meses de especulação sobre o adversário Silva, o presidente do UFC Dana White anunciou que Chuck Liddell seria adversário Silva para a sua luta que marcaria seu retorno ao UFC.

A luta tão esperada aconteceu em 29 de dezembro, porém Wanderlei Silva perdeu para Chuck Liddell por decisão unânime. Após a luta Silva disse: “Ganhar ou perder: eu gosto é de apanhar pelos meus fãs

Ele também acrescentou que deu o seu melhor e prometeu que da próxima vez daria uma vitória aos seus fãs.

Aposentadoria

Por conta das diversas lesões ao longo da carreira, e contrariado com o UFC, Wanderlei Silva anunciou sua aposentadoria dia 19 de setembro de 2014, por meio de vídeo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+A -A
scroll to top