Cuiabá - MT | Quinta-Feira, 21 de Outubro de 2021

Prefeita decreta emergência em Chapada dos Guimarães por prejuízo de R$ 23 mi com queimadas

Prefeita decreta emergência em Chapada dos Guimarães por  prejuízo de R$ 23 mi com queimadas

Em decorrência do excesso de focos de incêndio nas zonas urbana e rural, a prefeita Thelma Figueiredo de Oliveira (PSDB), de Chapada dos Guimarães – a 67 quilômetros ao norte de Cuiabá – decretou situação de emergência no município, nesta quinta-feira (12).

Thelma de Oliveira argumenta que a prefeitura registrou um prejuízo de R$ 23 milhões com despesas não previstas no orçamento e, por isso, teria estourado a capacidade operativa e financeira do município.

Os incêndios florestais já teriam afetados cerca de 10 mil moradores.

“Situações de anormalidade nas diversas áreas do município continuam a exigir do Poder Público a adoção de medidas urgentes para restabelecer a normalidade”, justifica a prefeitura.

Há mais de dois meses o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, considerado santuário ecológico e um dos principais pontos turísticos de Mato Grosso, arde em chamas. O tempo excessivamente seco e a atitude irresponsável de alguns torna o quadro ainda mais dramático.

As queimadas têm reduzido drasticamente o volume de turistas, em Chapada, principalmente no que tange ao ecoturismo. Praticamente 60% da receita do município gira em torno da movimentação turística.

No final de agosto, durante o Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães, as queimadas e incêndios já tinham causado prejuízo substancial para a cidade. Embora o evento tenha sido considerado “um sucesso”, entre os comerciantes existe a estimativa de que mais de 20 mil turistas, notadamente  os mais apaixonados pela natureza e menos por música brasileira, deixaram de comparecer ao Festiva de Inverno 2019.

Incêndio destrói vegetação no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães — Foto: Ianara Garcia/TVCA

Incêndio destrói vegetação no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães — Foto: Ianara Garcia/TVCA

O decreto também leva em consideração a saúde dos moradores que inalam a fumaça com grande concentração de monóxido de carbono. A situação, segundo a prefeitura, “tem elevado significativamente o número de atendimento médico e uso de medicamentos nos postos”.

Brigadistas combatem fogo em Chapada dos Guimarães (MT) — Foto: Ianara Garcia/TVCA

O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, que fica no município de Chapada dos Guimarães, teve os atrativos turísticos fechados desde segunda-feira (9) como medida de segurança.

O incêndio na região começou há mais de duas semanas. O fogo próximo à MT-251 tem prejudicado o tráfego entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Em alguns pontos, a visibilidade é quase zero.

O Instituto Chico Mendes (ICMBio) ainda deve calcular a área atingida. A estimativa, porém, é de que o fogo já tenha consumido 5 mil hectares de vegetação.

Fogo no Parque da Chapada dos Guimarães — Foto: Ciopaer-MT/ Divulgação

Fogo no Parque da Chapada dos Guimarães — Foto: Ciopaer-MT/ Divulgação