Cuiabá - MT | Quarta-Feira, 04 de Agosto de 2021

Confiança e Sampaio Corrêa conquistam o acesso para a Série B

Confiança e Sampaio Corrêa conquistam o acesso para a Série B

Foi difícil. Suado. Mas no final foi premiado o time que mostou mais vontade de subir. Depois de cinco temporadas na Série C, o Confiança conquistou o tão sonhado acesso para a Série B. Após o empate em 1 a 1 contra o Ypiranga, em Erechim, o time proletário vai representar o futebol sergipano na segunda divisão nacional. O Canário foi valente, tentou, quebrou a vantagem do Dragão com 20 minutos, mas não conseguiu sufocar o adversário.

Primeiro Tempo

Com quatro mudanças no time titular, parecia que o time de Daniel Daixt mudaria o padrão de jogo. Errado. Mesmo com a desvantagem no marcador, o time Canário deixou o Confainça propor o jogo e apostou naquilo que sabia fazer, os contra ataques. E foi assim que saiu o primeiro gol do jogo. Após Ari Moura perder a bola, Ávila fez lançamento preciso para Paulinho, que dominou e bateu de biquinho, tirando do goleiro Jean.

Segundo Tempo

Na volta do intervalo, as mesmas posturas dos times em campo. Confiança mandava no jogo, mas não fazia pressão e o Ypiranga tenta algo nos contra ataques, mas esbarrava na forte marcação de Luan, Anderson e Simon. Percebendo a falta de criatividade da equipe, Daniel fez as alterações que mudaram o curso do jogo. Felipe Lima e Renan Gorne entraram nos lugares de Villa e Tito. O gol do acesso veio do cruzamento de Felipe Lima, depois a cabeçada de Gorne e o desvio de Vinicius Simon em cima da linha.

Com esse empate, além do acesso para a Série B do Brasileirão, o Confiança se classificou para as semi finais da Série C e aguarda o vencedor de Sampaio Corrêa e São José.

SAMPAIO CORREA SOBE

Suado! Após uma ano da queda à Série C em 2018, o Sampaio Corrêa carimba o passe para as semifinais da Série C e de quebra, a vaga na Série B 2020. Após uma partida dura diante do São José, o Tubarão voltará a representar o futebol maranhense na segunda divisão nacional. A Bolívia foi valente, superou duas vezes o gol de empate do Zequinha, e aos 32 minutos, sacramentou a classificação com um gol contra do atacante Luiz Eduardo.

Primeiro Tempo

Com o time titular completo, o Sampaio optou por estudar o jogo nos primeiros 5 minutos antes de realizar qualquer tentativa de ataque a defesa do São José-RS. Em seguida, logo aos 10 minutos de jogo, o goleiro Fábio acabou saindo errado ao tentar interceptar o atacante boliviano Salatiel, que tirou a bola do campo de visão do goleiro, mas acabou sofrendo a falta na grande área. Rodrigo Andrade converteu pênalti de forma fria e abriu o marcador para o Tricolor Maranhense.

Sampaio x São José-RS

Sampaio x São José-RS (Foto: GloboEsporte.com)

SEGUNDO TEMPO

Na volta do intervalo, posturas dos times diferente em campo. Sampaio ditava o ritmo no jogo e fazia pressão. O São José-RS por sua vez tentava algo nos contra-ataques, mas esbarrava na forte marcação de Odair e Paulo Sérgio, destaque defensivamente tanto na partida de ida, como a da volta. Percebendo o tempo passar, o Zequinha começou a ir para o ataque com mais assertividade, fazendo ótimas infiltrações com Maradona e Matheusinho pelas pontas. Não demorou muito para assutar. Em jogada de bola parada, Rodrigo Andrade levantou a bola na área e Lucão, livre, apenas empurrou a bola no canto de Andrey. A partir do gol de empate, o Sampaio acordou e logo em seguida, Esquerdinha, que havia acabado de entrar, achou Salatiel na grande área e cruzou para um lindo gol de cabeça. Sampaio na frente novamente.

Na falta de atenção, a Bolívia Querida não viu Maradona arrancar com um foguete até o ataque. Vacilo da zaga que deixou o atacante cruzar rasteiro para Matheusinho deixar tudo igual de novo. Com o jogo em aberto, os times não achavam mais solução para furar as desfesas bem postadas. Até que em um cruzamento na grande área de Rodrigo Andrade, fez a torcida boliviana levantar das cadeiras do estádio. Ao tentar tirar a bola da defesa, Luiz Eduardo, atacante do São José-RS, acabou marcando aquele que seria o gol do acesso para o Sampaio, contra o próprio time. Depois disso, o Zequinha não se encontrou mais no jogo.

Antes da bola rolar, os mais de 26 mil torcedores do Sampaio fizeram um verdadeiro espetáculo nas arquibancadas, com direito a um lindo mosaico. Com essa força, o tubarão fez pravelecer o manod de campo e a festa que a torcida fez para incentivar o time.

Como fica?

Com a vitória, além do acesso para a Série B do Brasileirão, o Sampaio se classificou para as semifinais da Série C e vai enfrentar o Confiança-SE, que empatou com o Ypiranga-RS em 1 a 1, mas no placar agregado, saiu com 2 a 1. (Globo Esporte)