Cuiabá - MT | Segunda-Feira, 02 de Agosto de 2021

Fogo atinge cachoeira Serra Azul e mantém unidade de conservação fechada por tempo indeterminado

Fogo atinge cachoeira Serra Azul e mantém unidade de conservação fechada por tempo indeterminado

O incêndio florestal que teve início no dia 1º de setembro em Rosário Oeste, na região de Nobres (178 quilômetros ao norte  de Cuiabá), já queimou 100 hectares no Parque Sesc Serra Azul e seis mil hectares em áreas de pastagens vizinhas, conforme estimativa do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso. Os trabalhos de combate ao fogo continuam e a previsão é que seja controlado em dois dias. O parque segue fechado para visitação por tempo indeterminado.
 
Nesta madrugada o incêndio atingiu a Cachoeira Serra Azul, principal atrativo do parque que atrai turistas ao restaurante Buritizal e para atividades como flutuação, tirolesa, arvorismo e cicloturismo. Somente em 2018 o local recebeu mais de 18 mil visitantes. 
superintendente do Sesc Pantanal, Christiane Caetano.
 
Na manhã desta sexta-feira (06), a fumaça inviabilizou a utilização das aeronaves de combate devido à baixa visibilidade. A força-tarefa está concentrada em solo, com a utilização da técnica de contra fogo em 16 km, que complementam a função do aceiro de não deixar o fogo progredir. 
 
“Além das perdas ambientais numa área conservada há quatro anos, os prejuízos também são econômicos, tanto pela mobilização logística quanto pelo feriado de 7 de setembro. Neste fim de semana o parque receberia centenas de turistas”, lamenta a superintendente do Sesc Pantanal, Christiane Caetano.
 
O empresário Toninho Campos, que tem agência e pousadas na Vila de Bom Jardim, disse que já registra desistência de 70% dos agendamentos para day use com passeios e 30% de hospedagem. “O incêndio prejudica todo o trading turístico. Além do intenso calor, também fica difícil até respirar com tanta fumaça. Está sendo uma semana bem ruim”, avalia. 
 
Os brigadistas da unidade e da RPPN Sesc Pantanal (Poconé e Barão de Melgaço), o Corpo de Bombeiros, o Exército Brasileiro, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e a Prefeitura de Nobres estão mobilizados para combater o incêndio florestal.