Cuiabá - MT | Quinta-Feira, 06 de Maio de 2021

Mauro Mendes sanciona lei e presos de MT terão que pagar por tornozeleira eletrônica

Mauro Mendes sanciona lei e presos de MT terão que pagar por tornozeleira eletrônica

Acabou a “mamadeira”. Os presos de Mato Grosso que tiverem suas penas privativas de liberdade substituídas por medida cautelar de monitoramento eletrônico terão que pagar pelo aparelho. A medida consta da Lei 10.935/2019, sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM) e publicada na edição desta sexta-feira (6), na edição eletrônica do Diário Oficial do Estado.

A determinação é para que,  além do custeio das despesas pela cessão de aparelhos de monitoramento eletrônico, os presos ou apenados terão que bancar a manutenção do equipamento tecnológico.

“O preso ou apenado que tiver deferida contra si medida de monitoramento eletrônico deverá arcar, às suas expensas, com as despesas pela cessão onerosa do equipamento de monitoramento, bem como com as despesas de sua manutenção” cita Lei.

“Ao final do cumprimento da medida restritiva de direito, o preso ou apenado restituirá o equipamento ao Estado, em prefeitas condições de uso e sem qualquer ônus”, diz trecho da lei, conforme apurou a reportagem do Cuiabano News.

Já o preso ou apenado beneficiário da justiça gratuita terá o equipamento fornecido pelo Estado, gratuitamente, porém, deverá entregar ao final da pena, em perfeitas condições de uso.