Cuiabá - MT | Quarta-Feira, 28 de Julho de 2021

Delegada suspeita que outras mulheres foram contaminas por homem que espalhou AIDS

Delegada suspeita que outras mulheres foram contaminas por homem que espalhou AIDS

A delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, Nubya Beatriz Gomes dos Reis, acredita que mais mulheres foram vítimas de Haroldo Duarte da Silveira, 32 anos que transmitiu o vírus AIDS propositalmente há pelo menos quatro mulheres em Cuiabá. Ele foi preso na manhã desta quinta-feira (29).

A delegada orienta que as mulheres que se relacionaram com Haroldo façam o exame para verificar se estão com o vírus.

“Oriento as mulheres que se relacionam com o suspeito que realizem o exame para constatação do vírus, e se o tempo de aquisição da doença coincidir com o do relacionamento que procure esta delegacia para que possamos instaurar novos inquéritos policiais e investigar os fatos”.

A delegada disse também que Haroldo foi indiciado por feminicídio tentado.  “Ele assumiu o risco de contaminar suas parceiras, que a doença se não for detectada a tempo, pode levar elas a morte”.

Nubya afirma ainda que ele agiu com dolo nestas transmissão.” Ele queria contaminar as mulheres para discriminar o vírus”.

Haroldo estava fora do Estado e foi preso ao retornar para Cuiabá, ele é conhecido em alguns bairros da região sul de Cuiabá como Pink. Ele confessou a existência de uma quinta vítima, que deve ser ainda procurada pela Delegacia.

As vitimas, ao serem ouvidas em declarações, foram uníssonas em afirmar que durante as relações sexuais o investigado em momento algum anunciou ser portador de doença ou usou qualquer tipo de proteção.

A materialidade foi verificada após exames laboratoriais das vítimas e do suspeito, o qual sequer poderia alegar desconhecer carregar o vírus.

Saiba mais 

Homem é preso por transmitir Aids de propósito para mulheres